Esportes: Visando Rio 2016, Comitê Olímpico dos EUA cria grupo para doenças infecciosas

BBqnSgS

A epidemia de zika vírus tem chamado a atenção de todo mundo, já que o início das Olimpíadas do Rio de Janeiro está cada vez mais próximo. Pensando nisso, o Comitê Olímpico dos Estados Unidos anunciou a criação do Grupo Assessor para Doenças Infecciosas. O intuito do órgão é prevenir e apontar os possíveis problemas que os atletas, tanto das Olimpíadas quanto das Paralimpíadas, podem vir a sofrer no Brasil. Assim, serão realizadas investigações e avaliações, a fim de descobrir e estabelecer as melhores práticas no âmbito da prevenção, avaliação e gestão de doenças infecciosas.

O Grupo será presidido pelo doutor Carrie Byington, que atualmente comanda o Departamento de Cuidados da Saúde da Universidade de Utah. Os outros integrantes da equipe são o doutor Randy Taplitz, da Universidade da Califórnia, além do capitão Martin Cetron, médico do Centro Nacional de Controle e Prevenção de Enfermidades. Uma das missões da equipe é desenvolver e distribuir material educativo para os atletas e para as comissões técnicas, além de estarem à disposição para responder e sanar possíveis dúvidas daqueles que virão aos Jogos. O fornecimento e atualizações de notícias e pesquisas científicas também está entre as tarefas. Byington mostrou-se lisonjeado pela oportunidade de participar da iniciativa, e está animado em ajudar nos cuidados da delegação de seu país.

“É uma verdadeira honra presidir este grupo com alguns dos mais experientes especialistas em doenças infecciosas da nossa nação. Ajudar a delegação dos Estados Unidos é uma oportunidade incrivelmente única e estou ansioso para fornecer a todos os atletas o máximo de informação disponível”, declarou.

COMPARTILHE