Itabuna: Milhares de pessoas acompanharam enterro de menor morto durante perseguição policial
Jovem morreu após perseguição policial (Foto Álbum Familiar).

Jovem morreu após perseguição policial (Foto Álbum Familiar).

O enterro do jovem Nadson Pereira Almeida reuniu cerca de quatro mil pessoas, há pouco, em Itabuna. A multidão acompanhou o corpo do adolescente desde a Igreja Menino Jesus, no Lomanto, até o cemitério Campo Santo. A multidão passou em frente à Câmara de Itabuna e seguiu com o corpo pela Avenida Cinquentenário, onde comerciantes decidiram baixar as portas devido ao temor de saques e depredações, mas a manifestação foi pacífica.

Milhares foram ao enterro do menino morto ontem (Foto Pimenta).

Milhares foram ao enterro do menino (Foto Pimenta).

O corpo foi sepultado no Cemitério Campo Santo às 16h50min. O pai do menor, Nailton Almeida, desmaiou e foi socorrido por familiares. Nailton a todo instante pedia para “buscar meu menino”. Durante o protesto pelas ruas centrais de Itabuna, manifestantes exibiam cartazes, cobravam justiça e criticavam a polícia. Uma faixa grande mostrava as costas de Nadson após a tragédia. “É marca de pneu, como a polícia diz que ele não foi atropelado”, gritava um dos tios do menor morto.

Protesto-e-enterro-foto-Pimenta

Após enterro população protestou no Centro de Itabuna.

Testemunhas afirmam que a viatura do Ceto passou por cima do corpo de Nadson logo após ele perder o controle da moto e cair na Rua Jorge Amado, no Lomanto. Os policiais que estavam na viatura disseram ao comando regional da PM que não houve atropelo.

COMPARTILHE