Risco de infarto é maior durante festas de fim de ano, diz estudo
O risco aumenta conforme o avanço da idade

O risco aumenta conforme o avanço da idade.

Um estudo publicado no “British Medical Journal” que aponta que o risco de acidentes cardíacos é maior durante as festas de fim de ano. De acordo com os pesquisadores das universidades de Lund, Estocolmo, Uppsala e Orebro, na Suécia, o risco máximo acontece em torno das 22 horas. Um estudo realizado com 283 mil pessoas que deram entrada em hospitais suecos com infarto do miocárdio, entre 1998 e 2013, aponta que a maior incidência de acidentes cardíacos acontece na noite do 24 de dezembro – uma alta de 37% em relação ao resto do ano – seguido pela noite do Ano Novo – com uma alta de 20%.

Segundo os autores da pesquisa, a maior incidência desses acidentes cardíacos pode ser ser explicada pelos excessos de bebidas alcoólicas e alimentação nesta época do ano. O risco aumenta conforme o avanço da idade e em pessoas que sofrem de diabetes ou de doenças do coração, destaca o jornal francês “Le Figaro”. Entrevistado pelo diário, o cardiologista francês Pierre Aubry descarta a possibilidade de evitar as festas de fim de ano, mas recomenda moderação nos jantares e também o controle das emoções. Além disso, sugere que as pessoas procurem o pronto-socorro logo que forem detectados sintomas como dores ou sensação de pressão no peito, no ombro ou braço esquerdos, falta de fôlego ou desmaios.

Comente pelo Facebook
COMPARTILHE