Teixeira e Del Nero estão entre novos réus da Justiça dos EUA, diz jornal

AAfZmXD

Ricardo Teixeira, ex-presidente da CBF, e Marco Polo Del Nero, atual presidente da entidade, estão entre os acusados da nova operação da Justiça dos Estados Unidos, que já resultou na prisão de dois dirigentes na manhã desta quinta-feira. A informação é do “The New York Times”, que adiantou a operação na quarta. O Departamento de Justiça dos EUA tem entrevista marcada para a tarde desta quinta, às 16h30 (de Brasília), com transmissão e tradução simultânea do ESPN.com.br e da ESPN Brasil, para divulgar mais detalhes da operação. Nesta manhã, foram presos Juan Miguel Napout, presidente da Conmebol, e Alfredo Hawit, da Concacaf. Ainda segundo o New York Times, serão 16 pessoas indiciadas nesta quinta. Joseph Blatter, presidente demissionário e atualmente suspenso da Fifa, não está elas, contudo. A maioria das pessoas envolvidas, segundo o jornal norte-americano, são representantes de confederações da América do Sul e Central. Também nesta quinta, o porta-voz do Comitê de Ética da Fifa revelou que Del Nero está sendo investigado por “suspeita de diversas infrações às regras de ética”. A investigação começou em 23 de novembro, três dias antes do dirigente brasileiro entregar seu cargo como membro do comitê executivo da entidade. Del Nero não viajava aos encontros do órgão máximo do futebol desde maio passado, quando aconteceu a primeira leva de prisões em Zurique (Suíça), na qual sete cartolas foram detidos, entre eles o ex-presidente da CBF José Maria Marin. Em contato com o ESPN.com.br na manhã desta quinta, a assessoria institucional da CBF diz ainda não ter uma posição oficial sobre a investigação do Comitê contra Del Nero.

COMPARTILHE