Depois do maio amarelo, junho é tempo de debater “Estacionamento e Parada” no trânsito

estacionamento-e-parada

O mês de maio terminou, mas a mobilização do Maio Amarelo tem agenda para o ano inteiro. Afinal, um dos desafios do Movimento é lembrar todo cidadão que o trânsito acontece todos os dias e os riscos também. É nesta perspectiva que o Movimento implantou, desde o seu primeiro ano de existência, uma agenda temática para ser trabalhada mensalmente com os mais diversos públicos, apoiadores e parceiros, batizada como a Agenda Positiva do Trânsito Seguro. Na Agenda Positiva, a proposta é garantir que os temas e ações da segurança viária sejam discutidos, priorizados, enfim, ganhem um olhar atento da sociedade em busca de soluções para reduzir a acidentalidade e mortes no trânsito. A cada mês um tema é eleito estrategicamente e passa a ser a referência para que todos levem orientações para seus públicos. O laço amarelo, símbolo do Movimento, também pode e deve ser usado o ano todo para fortalecer a marca e informar a todos que aquela ação se trata de segurança viária. A Agenda Positiva de 2015 já está definida. E daqui até abril de 2015, o trabalho de conscientização para salvar vidas no trânsito continua. Para junho, a coordenação, propôs que a sociedade discuta o tema “Estacionamento e Parada”.

Estacionamento e Parada

Parar ou estacionar parecem tarefas simples. Entretanto, esses dois temas podem gerar inúmeros transtornos e riscos no trânsito. Tem até mesmo gente que confunde ou não reconhece corretamente as placas. O tema, sem dúvida, envolve a questão da segurança, do respeito e da mobilidade como um todo. Basta alguém parar de forma brusca ou errada para termos a noção do transtorno para todos. Outros problemas como paradas/estacionamento em locais reservados para idosos e pessoas como deficiência revelam a falta de consciência de grande parte dos motoristas. Parar e estacionar também exigem cuidado. Uma parada brusca, por exemplo, pode gerar colisões traseiras. A temática remete a outras diversas questões. Você já pensou, por exemplo, sobre os cuidados que são necessários para uma parada nas cabines de pedágio para evitar acidentes. São esses e outros assuntos que o Maio Amarelo coloca em pauta neste mês. Transito seguro é um direito de todos.

COMPARTILHE