Itabuna: Médica do SAMU ameaça dar voz de prisão à colega para que paciente seja atendida no Hospital Manoel Novaes

IMG_8077

O hospital Manoel Novaes mantido pela Santa Casa de Misericordia de Itabuna e que já foi  premiado pela Unicef, como hospital de referência da criança, mais uma vez, volta a ocupar as paginas policiais, por ter negado atendimento a gestantes carentes da região.

IMG_8073

A dona de casa, Maria Isabel dos Santos, 27 anos, gestante de 7 meses, que veio da cidade de Igrapiúna, em estado grave,   por pouco não perdeu a vida na porta do hospital . Foi preciso a intervenção da Policia Militar e da médica do Samu, Dr. Sonia Maria, para que o médico atendesse a paciente. Com parto prematuro, já que a bolsa tinha estourado, a ambulância com a mulher foi impedida de entrar no hospital. Maria Isabel ficou quase 2 horas, gemendo e sangrando dentro da ambulância.

IMG_8088

Os repórteres Oswaldo Bispo e Gérson Teixeira, que faziam uma cobertura no local, acompanharam a situação e  acionaram a Policia Militar e o Samu. A Dr. Sonia Maria Oliveira, plantonista do Samu nesta noite, colocou a paciente na ambulância do Samu e adentrou o hospital. ” Se o médico não atendesse , eu daria voz de prisão  por omissão de socorro”, disse a médica Sonia Leal. Ela afirmou ainda que a comunidade tem que cobrar da Santa Casa um melhor atendimento, ” e a população tem que fazer um manifesto e ir as ruas cobrar, porque a Santa Casa é pactuada  recebe para isso”. A médica disse ainda que o hospital Manoel Novaes é reincidente e está faltando com respeito ao ser humano. Lentes Mágicas de Gérson Teixeira

COMPARTILHE