UBATA – CONTAS DO PREFEITO E VICE FORAM REPROVADAS PELA CÂMARA

A Câmara de Vereadores de Ubatã reprovou ontem (13) as contas do prefeito Agilson Muniz e do vice-prefeito Expedito Rigaud, contas estas reprovadas previamente pelo Tribunal de Contas dos Municípios – TCM. Com a decisão da Câmara, Muniz e Rigaud estão inelegíveis por 8 anos.

Prefeito e vice-prefeito precisavam de 2/3 dos votos dos edis para reverter o parecer do TCM, ou seja, 6 dos 9 votos, no entanto, de acordo com Cássia Mascarenhas, Agilson Muniz conseguiu 3 votos (uma abstenção) e Expedito Rigaud apenas 4. “As duas contas estão reprovadas. A decisão da Câmara de Vereadores é soberana”, disse Cássia Mascarenhas, presidenta da Casa, ao Ubatã Notícias.

O vereador Fernando Fernandes não queria que as contas fossem votadas hoje (13), e após a votação rasgou as cédulas. A decisão, no entanto, de acordo com a vereadora Cássia Mascarenhas, está mantida. A reprovação das contas não deixou de ser uma surpresa, pois muita gente dava como certa que as duas contas passariam sem problemas pelo Legislativo ubatense.

A questão ainda deve dar pano pra manga, pois alguns vereadores afirmaram que haviam cédulas rasuradas, fato que, na visão deles, anularia a votação. A vereadora Cássia Mascarenhas afirmou que levará o resultado da votação ao Ministério Público, mas prefeito e vice-prefeito devem contestar judicialmente a decisão da Câmara. Redação Ubatã Notícias

COMPARTILHE