Brasil







Governo brasileiro pede extradição de maior traficante de armas do Brasil

Foto: Reprodução/Rede Globo

A Polícia Civil do Rio de Janeiro confirmou, na manhã deste sábado (24), a prisão de Frederick Barbieri, conhecido como o maior traficante de fuzis oriundos dos Estados Unidos para o Brasil. Barbieri foi preso no Estado da Flórida, nos Estados Unidos, onde vivia pelo menos desde 2010. Com ele, as autoridades norte americanas apreenderam uma carga de aproximadamente 40 fuzis que seriam enviados ao Brasil. Barbieri responde a processos por tráfico de armas no Brasil. Ele é apontado como o responsável por uma carga de 60 fuzis apreendidas no Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio de Janeiro, em junho de 2017. A carga, avaliada em R$ 4,8 milhões, foi a maior apreensão de fuzis no Brasil em 10 anos. A prisão de Barbieri foi feita por agentes do ICE (Serviço de Imigração e Alfândega dos Estados Unidos). Segundo o delegado Fabrício de Oliveira, titular da Desarme (Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos) do Rio de Janeiro, Barbieri foi preso por conta do seu envolvimento com o tráfico de armas entre o Brasil e os Estados Unidos. De acordo com Fabrício de Oliveira, Barbieri era conhecido no mercado clandestino de armas por abastecer a diversas facções criminosas ao mesmo tempo. “Ele não trabalhava com exclusividade para esta ou aquela facção. Ele enviava armas para diversas facções ao mesmo tempo”, disse. Ele diz que a polícia fluminense repassou informações sobre Barbieri às autoridades norte-americanas depois da apreensão de fuzis em junho do ano passado. Uma equipe da Polícia Civil chegou a ser enviada aos Estados Unidos para auxiliar nas investigações. “Como o Barbieri era o chefe da quadrilha, a gente acredita que tenhamos desmantelado essa quadrilha. Ele era o maior traficante de fuzis dos Estados Unidos para o Brasil”, disse Fabrício de Oliveira. Barbieri é alvo de mandados de prisão expedidos pela Justiça brasileira, mas o delegado Fabrício de Oliveira acredita que a possibilidade de Barbieri ser extraditado é remota. Isso porque o traficante obteve a cidadania norte-americana e, por isso, ele deverá responder pelos crimes nos Estados Unidos. O delegado disse que o ICE deverá fornecer informações detalhadas sobre a prisão de Barbieri na próxima segunda-feira (26) e que ainda não é possível saber se ele ofereceu resistência ou não durante a operação que resultou na sua captura. Segundo o Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, o pedido de extradição de Frederik Barbieri já foi apresentado para o governo norte-americano , mas houve um pedido de documentação complementar.

COMPARTILHE

Militares e polícias destroem barricadas e apreendem armas em comunidades do Rio

Foto: Reprodução/Carl de Souza-AFP

As Forças Armadas e as polícias Civil e Militar do Rio de Janeiro fizeram nesta sexta-feira (23/2), ações em três comunidades na zona oeste da cidade: Vila Kennedy, Vila Aliança e Coreia. As três localidades são dominadas por grupos de traficantes e registram tiroteios quase diários. Na ações, os militares usaram blindados e atuaram no terreno com 3.200 homens das Forças Armadas, mais integrantes das polícias Civil e Militar. Foram destruídas barricadas montadas por traficantes. De acordo com a Secretaria de Estado de Segurança (Seseg), 27 pessoas foram encaminhadas para delegacia, sendo um menor de idade. Houve apreensão de duas pistolas, um fuzil falso, carregadores de armas, munições, 12 carros,13 motos, oito radiotransmissores, além de grande quantidade de drogas. Um dos objetivos era prender um homem suspeito pela morte de um integrante do Exército, que teve sua arma encontrada na Vila Kennedy. Durante a ação, agentes das Forças Armadas cadastraram e tiraram fotos de pessoas durante abordagens. De acordo com o Comando Militar do Leste (CML), ” o processo chamado “sarqueamento” (consulta ao Sistema de Arquivo da Polinter) é um procedimento policial para averiguação da existência de mandado judicial contra pessoas sob suspeição. O uso da plataforma digital móvel (smartphones, por exemplo) dá celeridade e abrevia qualquer incômodo aos cidadãos. Não há ilegalidade nesse procedimento”. O defensor público do estado, André Castro, considera que esse tipo de ação não tem respaldo na Constituição. “Não se pode, sem uma ordem judicial, ou sem fundada suspeita, abordar o cidadão e exigir que ele seja identificado, fotografado. É um procedimento que atenta contra a liberdade individual”, disse Castro, durante evento da Defensoria Pública. Com informações do Correio

COMPARTILHE

Aposentados e pensionistas têm 7 dias para provar que estão vivos

Os aposentados e pensionistas que recebem salário com base no regime do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) têm somente até a próxima quarta-feira (28) para efetuaram a Prova de Vida. Quem não fizer a comprovação de vida no prazo estabelecido poderá ter o pagamento do benefício interrompido. De acordo com o INSS, quase 32 milhões dos mais de 34 milhões de beneficiários realizaram a comprovação de vida até o início do mês de fevereiro. Com isso, restam que cerca de 2 milhões de beneficiários compareçam aos bancos pagadores de seu benefício para realizar o procedimento. O INSS reforça que não é necessário comparecer a uma Agência da Previdência Social para realizar o recadastramento. O prazo inicial para o comparecimento das pessoas que ainda não fizeram a comprovação de vida em 2017 terminaria em 31 de dezembro de 2017. No entanto, devido ao grande número de beneficiários que ainda não realizaram o procedimento, o prazo foi estendido até 28 de fevereiro de 2018. O caso mais emblemático dos que perderam o prazo para realizar a “Prova de Vida” é o do presidente Michel Temer. A não realização do recadastramento obrigatório fez com que o presidente não recebesse seus benefícios nos meses de novembro e dezembro do ano passado.

COMPARTILHE

Sargento do Exército é morto a tiros durante arrastão no Rio de Janeiro

Foto: Reprodução/Danilo Verpa-Folhapress

Um segundo sargento do Exército foi morto na manhã desta terça-feira (20) em uma tentativa de assalto durante um arrastão na Estrada Rio-São Paulo, na zona oeste do Rio de Janeiro. Segundo informações do portal G1, o militar, identificado como Bruno Cazuca, conduzia um veículo no momento em que ocorreu o arrastão. O sargento reagiu à abordagem e foi baleado. Testemunhas afirmaram a polícia que os assaltos foram praticados por cerca de oito pessoas armadas com pistolas. O grupo estava em dois carros, fecharam as ruas e começaram a assaltar os motoristas. Cazuca tinha uma farda no banco de trás do carro. O 2º sargento chegou a entrar em luta corporal com os assaltantes – neste momento, foram ouvidos vários tiros e ele caiu no chão. A polícia investiga se algum integrante da quadrilha viu a farda no interior do carro. Não há registro de outros feridos no local.

COMPARTILHE

Adolescente morre no Piauí após sofrer choque enquanto celular carregava

Foto: Reprodução/Facebook

Uma adolescente de 17 anos morreu neste domingo (17) depois de sofrer uma descarga elétrica na cidade de Riacho Frio, no Piauí. Segundo informações do G1, familiares relatam que Luíza Fernanda Gama Pinheiro recebeu um choque enquanto usava o seu celular, que estava carregando na tomada. “A avó da menina contou ao médico que encontraram a neta desacordada, deitada no chão e com fones do celular nos ouvidos. Eles disseram que acreditam que jovem tenha levado uma descarga elétrica porque o celular estava carregando na tomada e o fone ficou derretido”, disse uma funcionária de uma unidade básica de saúde em entrevista ao G1. Integrantes da família de Luíza disseram ainda que no momento do incidente não chovia, mas havia relâmpagos na região.

COMPARTILHE

Militar que matar em operação não será julgado pela Justiça comum

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Um projeto de lei aprovado pelo Senado Federal nesta semana, transfere da Justiça comum para a militar, o julgamento de homicídios cometidos por militares durante operações de segurança no território nacional. Na prática, um profissional da Marinha, Exército ou Aeronáutica que assassinar um civil em alguma operação – como a que tem acontecido em comunidades do Rio de Janeiro – será julgado por uma corte especial militar. O tribunal é formado por juízes militares, que não necessariamente formação jurídica, segundo matéria do El País.  Desde 1996, todo militar que mata um civil é julgado como qualquer outro cidadão brasileiro. O projeto aprovado (PLC 44/2016) tramitava no Congresso desde 2016, e é de autoria do deputado federal Espiridião Amin (PP-SC). Caso a mudança siga adiante, a decisão final será de uma maioria formada por militares. A proposta, no entanto, depende da sanção do presidente Michel Temer. Ele irá ouvir os ministros das áreas envolvidas, antes de tomar a sua decisão – em meio a polêmica do decreto de intervenção federal no Rio de Janeiro.

COMPARTILHE

Secretário de Segurança do Rio é afastado do cargo devido à intervenção federal

Foto: Reprodução/Google

O secretário de Segurança do Rio, Roberto Sá, foi afastado das funções na manhã desta sexta-feira (16). De acordo com o site G1, no entanto, ele não será exonerado. Com a intervenção federal, o general Walter Souza Braga Neto, do Comando Militar do Leste, assume as funções de chefia. O afastamento ocorre pouco depois do anúncio da decisão do presidente Michel Temer (MDB) de decretar intervenção na segurança pública no Estado do Rio. O governador Luiz Fernando Pezão (MDB) vai oficializar a decisão em uma entrevista coletiva que será dada em Brasília após a assinatura do decreto.

COMPARTILHE

Governo fará intervenção federal na Segurança do Rio; é a 1ª medida do tipo desde 1988

O general Braga Netto deve assumir comando | Foto: Divulgação / Exército

O governo federal decidiu na madrugada desta sexta-feira (16) fazer uma intervenção na Segurança Pública do Rio de Janeiro e o decreto que autoriza a medida deverá ser assinado ainda nesta sexta. Segundo informações do jornal O Globo, com a alteração, as polícias Civil e Militar e o Corpo de Bombeiros passarão a ser administrados pelo Comando Militar do Leste (CML), chefiados pelo general Walter Souza Braga Netto. O interventor ficará a cargo da tomada de decisões e da execução de medidas de combate ao crime organizado no estado. Braga Netto assumiu o CML em setembro de 2016, logo após os Jogos Olímpicos Rio 2016, na qual atuou como Coordenador Geral da Assessoria Especial para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos. O ministro da Defesa, Raul Jungmann, elogiou sua atuação na época. O general também atuou entre as lideranças da ação realizada no Espírito Santo, em fevereiro de 2017, com a participação das Forças Armadas, para reforço na segurança dos municípios do estado em decorrência de um aumento da violência – policiais militares deixaram as ruas em motim, com familiares acampados em frente aos batalhões. De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, o decreto deve transferir o comando da segurança pública do estado às Forças Armadas até dezembro deste ano. O decreto que será assinado nesta sexta-feira (16) ainda precisa ser aprovado pelo Congresso Nacional. Compareceram à reunião da madrugada os ministros Raul Jungmann (Defesa), Sérgio Etchegoyen (Gabinete de Segurança Institucional), Henrique Meirelles (Fazenda), Dyogo Oliveira (Planejamento), e Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência), além do governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, e do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia. Essa será a primeira intervenção do tipo desde a aprovação da Constituição de 1988.

COMPARTILHE

Homem mata as duas filhas a tiros e depois tira a própria vida em SP

Foto: Reprodução/Facebook

Um crime chocou a cidade de Itatiba (SP) na tarde desta terça-feira (13/2). O pai de duas crianças, uma de 3 anos e outra de 1, matou as filhas a tiros e depois tirou a própria vida. Equipes de resgate ainda foram chamadas até o local do crime, mas elas não resistiram aos ferimentos. O suspeito foi encontrado sem vida na frente da casa. Ele ainda acertou um disparo no braço da avó das vítimas, que não corre risco de morte. De acordo com vizinhos, o assassino não aceitava o fim do relacionamento com a mãe das meninas. Os policiais investigam a motivação do crime. As informações são do Jornal da Região.

COMPARTILHE

Após postarem foto em rede social, quatro pessoas morrem em acidente

Quatro pessoas morreram carbonizadas em um acidente na BR-316, na tarde do último sábado (10),  em um trecho entre Bela Vista e Pio XII, próximo ao município de Santa Inês, no estado do Maranhão. o caso foi divulgado nesta terça-feira (13), pela Polícia Rodoviária Federal. Apenas uma ocupante do carro conseguiu sair e foi conduzida em estado grave para o hospital da região. De acordo com a PRF, minutos antes a tragédia, elas chegaram a postar uma foto no Instagram. A PRF, suspeita que o motorista teria perdido o controle e bateu em um poste às margens da rodovia. Conforme a polícia, em poucos minutos as chamas tomaram o carro. Uma equipe do  Corpo de Bombeiros chegou ao local e controlou o fogo. O trânsito ficou interrompido por algumas horas devido o trabalho dos bombeiros. Motoristas que circulavam pela região registraram o momento da explosão.

COMPARTILHE

Ministério de Minas e Energia volta a discutir venda de terras a estrangeiros

Foto: Reprodução

O Ministério de Minas e Energia voltou a discutir a venda de terras brasileiras a estrangeiros, ao inserir um artigo a respeito na minuta de um projeto de lei que altera regras do setor elétrico. O texto divulgado nesta sexta-feira (9) prevê a retirada de barreiras para que estrangeiros atuem no setor de geração, distirbuição e transmissão de energia. Segundo consta, a intenção é ampliar o número de agentes capazes de atuarno segmento. Segundo a Folha, a inserção do artigo foi uma surpresa, porque a discussão não estava na nota técnica colocada em consulta pública no ano passado. Um dos pontos que geram incerteza é um parágrafo da lei que regula o tema, de 1971, segundo o qual o presidente da República pode ampliar limites das aquisições, caso consulte o Conselho de Segurança Nacional. O trecho poderia criar uma brecha que desmontnaria toda a sistemática da regra que limita o acesso de estrangeiros à terra. Por outro lado, analistas da área afirmam que a medida foi vista como um avanço, já que a legislação atual causa insegurança jurídica. A discussão em torno do assunto vem pelo menos desde a Constituição de 1988, uma vez que a lei regulatória é anterior ao texto. Mas a insegurança se acentuou em 2010, quando a Advoacia-Geral da União mudou seu entendimento sobre a regra, passando a exigir que as compras fossem cadastradas pelo Incra, sob argumento de segurança nacional.

COMPARTILHE

Menina de 7 anos morre após inalar desodorante em desafio da internet

Foto: Reprodução/Facebook

Uma menina de 7 anos morreu após inalar desodorante aerosol ao participar de um desafio lançado na internet. O “desafio do desodorante” incentiva que as pessoas se filmem enquanto inalam a substância pelo tempo que conseguir. O caso aconteceu em São Bernardo do Campo (SP). Adrielly Gonçalves desmaiou, sofreu uma parada cardíaca e morreu depois de aspirar o spray na boca e segurou o ar, passando mal na mesma hora. Adrielly chegou a ser socorrida para uma Unidade de Pronto Atendimento, mas ela já estava morta. “Gostaria de alertar aos pais que fiquem de olho nos conteúdos que os filhos pesquisam na internet”, diz um post no Facebook feito pelos parentes da menina após o incidente. A Secretaria de Saúde do município informou em nota que os médicos chegaram a realizar manobras de atendimento para reanimar a criança, mas sem sucesso. Com informações do Bahia Noticias

COMPARTILHE

Banco Central reduz taxa básica de juros para 6,75% ao ano

Foto: Divulgação / Banco Central do Brasil

O Comitê de Política Monetária (Copom) decidiu, nesta quarta-feira (7), por unanimidade, reduzir a taxa básica de juros, a Selic, em 0,25 ponto porcentual (p.p.), de 7,00% ao ano para 6,75%. A redução confirma a expectativa do mercado financeiro. De um total de 72 instituições consultadas pelo Projeções Broadcast, 69 previam corte de 0,25 p.p.; uma, corte de 0,50 p.p.; e duas acreditavam em manutenção. A próxima reunião do Copom está marcada para os dias 20 e 21 de março de 2018.

COMPARTILHE

Moro ganha prêmio ʹPessoa do Anoʹ pela Câmara de Comércio Brasil – EUA

Foto: Reprodução

O juiz federal Sérgio Moro foi selecionado para o prêmio “Pessoa do Ano”, oferecido pela Câmara de Comércio Brasil – Estados Unidos, instituição com sede em Nova York. No ano anterior, o escolhido para a homenagem foi o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB). De acordo com a Folha de S. Paulo, a cerimônia para a entrega da premiação deve ocorrer em maio. Na próxima semana será anunciada a personalidade que vai ganhar o título pelo lado americano. Em 2015, foram premiados o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e ao ex-presidente americano Bill Clinton. Henrique Meirelles, atual ministro da Fazenda, recebeu as honrarias em 2010, quando era presidente do Banco Central.

COMPARTILHE

Teto de garagem desaba e destrói 25 carros em Brasília

Foto: Reprodução

Em torno de 25 carros ficaram destruídos após o teto de uma garagem subterrânea desabar na madrugada deste domingo (4), em Brasília. O local fica em um prédio residencial no centro da capital do país. Segundo a Agência Brasil, apesar da destruição, não houve registro de feridos. O desabamento ocorreu por volta das 6 horas. A suspeita é que a chuva forte que caiu na madrugada tenha encharcado o solo, pressionando o muro de arrimo e provocando o desabamento. Ainda segundo a agência, moradores relataram que todo o prédio tremeu no momento em que parte do terreno ao redor do edifício desabou sobre a garagem, atingindo os carros. Um Jaguar, avaliado em cerca de R$ 300 mil, foi um dos veículos atingidos. Após o desabamento, agentes do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil chegaram ao local e bloquearam o acesso à garagem do Bloco C, da quadra 210 Norte. Por razões de segurança, foi suspenso o fornecimento de água e de energia elétrica no local. Uma vistoria preliminar atestou que a estrutura do prédio não foi afetada, descartando o risco de desmoronamento.

COMPARTILHE

Venda da Eletrobras cria tarifa extra de luz ao consumidor por 30 anos

Um projeto de lei enviado pelo presidente Michel Temer ao Congresso no último dia 22, para privatizar a Eletrobras prevê mudança na forma como o consumidor pagará, na conta de luz, uma indenização multibilionária às transmissoras de energia elétrica durante cerca de 30 anos. As informações são do jornal O Globo. O texto é editado cinco anos após a ex-presidente Dilma Rousseff intervir no setor de energia para reduzir a conta de luz em 20%, redução que acabou sendo revertida por aumentos que ultrapassaram 50% em 2015. A medida provisória 579, do governo Dilma, previa que as concessões de geradoras e transmissoras de energia teriam seu contrato renovado antecipadamente, mas as empresas receberiam o pagamento de indenizações por investimentos efetuados e que não foram devidamente compensados (amortizados). Por isso, o pagamento prometido às transmissoras ficou pendente. No total, a conta chega a R$ 64 bilhões. O projeto de lei com as regras para a privatização da Eletrobras será analisado (e pode ser alterado) por parlamentar. As regras serão implementadas após sanção presidencial. Por: NoticiasAoMinuto

COMPARTILHE

Número de mortos em festa de Fortaleza chega a 14; chacina é a maior do estado

Foto: Reprodução/Uol Noticias

Chega a 14 o número de pessoas mortas em uma festa no bairro de Cajazeiras, em Fortaleza, na madrugada deste sábado (27). Outras seis ficaram feridas. O número oficial foi divulgado pelo secretário de Segurança Pública e Defesa Social, André Costa. Inicialmente, falava-se em 10 assassinados na chacina, a maior já registrada no estado. Informações iniciais apontam que membros de uma facção criminosas estavam em uma festa conhecida como “Forró do Gago”, próximo à Arena Castelão, quando homens armados chegaram em três carros, invadiram o local e efetuaram os disparos. O secretário, entretanto, preferiu não atribuir o crime a uma disputa entre facções. Ele disse que as investigações ainda estão acontecendo e classificou a chacina como uma questão “pontual”. Costa afirmou ainda que a secretaria está trabalhando para identificar todas as vítimas, investigar a motivação do crime e fazendo buscas por suspeitos. Segundo o G1, entre os 14 mortos, sete pessoas já foram identificadas: três homens, duas mulheres e duas adolescentes. Os nomes não foram divulgados. Dos seis feridos hospitalizados, dois estão em estado grave. Entre os internados, estão quatro adolescentes: duas de 16, um também de 16 e outra de apenas 12.

COMPARTILHE

Mãe e filha recém nascida são mortas a tiros dentro de casa

Foto: Reprodução

Uma mulher e a filha dela foram mortas a tiros dentro de casa, nesta quarta-feira (24), em Anápolis, região metropolitana de Goiânia. De acordo com a polícia, Laura Catrine da Conceição Alves, de 21 anos, estava em casa com o bebê de apenas oito dias quando um homem armado invadiu o local atirando. Segundo relatos dos familiares para a polícia, Laura estava sendo ameaçada por um ex-namorado que é um foragido do presídio de Jaraguá. Conforme a polícia, no local foram encontradas mais de 30 cápsulas de uma pistola 9 milímetros. O bebê foi atingido por  quatro disparos. A jovem foi encontrada com a filha nos braços dentro do banheiro da casa. A polícia segue investigando caso.

COMPARTILHE

Jungmann: Forças Armadas estão a postos para julgamento de Lula

Em meio à tensão nas ruas de Porto Alegre para o julgamento do ex-presidente Lula, o ministro da Defesa, Raul Jungmann (PPS), afirmou nesta segunda-feira, 22, que as Forças Armadas estão a postos. Em entrevista à Rádio Pernambucana, Jungmann assegurou que existe “pessoal de pronto emprego para qualquer emergência”. “Estamos prontos e atentos”, disse o ministro ressaltando, entretanto, que o esquema montado pelo governo do Estado Rio Grande do Sul e os acordos firmados com os movimentos permitirá a tranquilidade no dia do julgamento. Durante entrevista, Jungmann também defendeu o direito de mobilização dos manifestantes pró e contra o ex-presidente, mas de forma ordeira. “Há lugar para protesto, manifestar opinião, mas dentro da ordem, com respeito às pessoas e à propriedade”, disse. O ministro também criticou as recentes declarações da presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann. Na semana passada, a líder petista afirmou que “para prender Lula, vai ter que prender muita gente, mas, mais do que isso, vai ter que matar gente”. Segundo Jungmann, as declarações incitam a desordem e devem ser combatidas pelos órgãos de Justiça. “Quem faz isso evidentemente está incitando a desordem e aí o Ministério Público e Justiça têm que agir. Só entramos em ação quando há colapso”, explicou. Com informações do Estadão Conteúdo.

COMPARTILHE

Lava Jato: dos 54 senadores que disputarão eleição, 23 são investigados

Senado Federal conta com 81 parlamentares, ou seja, três por cada unidade da federação, que cumprem mandatos de oito anos. Nas próximas eleições, cada Estado e o Distrito Federal vão eleger dois deles, o que significa dois terços do total, o equivalente a 54 políticos.  De quatro em quatro anos, uma parcela da Casa é renovada. Em 2014, 27 nomes, ou um terço das vagas, venceram o pleito. Cada unidade federativa elegeu, portanto, um senador. Entre os políticos que concorrerão a uma vaga no Senado, nas próximas eleições, 23 são alvo da Operação Lava Jato, ou de desdobramentos da investigação, e correm o risco de ficar sem o foro privilegiado. Segundo o portal G1, o número é quase metade dos 54 senadores cujos mandatos terminam neste ano. Atualmente, além dos presidentes da República, da Câmara, do Senado e do Supremo Tribunal Federal (STF), deputados, senadores, ministros e o procurador-geral da República só podem ser investigados ou processados no STF; enquanto os governadores vão para o Superior Tribunal de Justiça (STJ).  No entanto, sem o mandato, os senadores passariam a responder judicialmente a instâncias inferiores. Como alguns são alvos da Lava Jato, poderiam ser julgados pelo juiz Sérgio Moro, responsável pela operação em Curitiba. Entre eles estão caciques da política brasileira, inclusive o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), além do líder do governo e presidente do PMDB, Romero Jucá (RR), do líder do PT, Lindbergh Farias (RJ), e do líder da minoria, Humberto Costa (PT-PE).

Renan Calheiros (PMDB-AL), Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN), Jader Barbalho (PMDB-PA), Edison Lobão (PMDB-MA), Gleisi Hoffmann (PT-PR), José Agripino Maia (DEM-RN), Ciro Nogueira (PP-PI), Benedito de Lira (PP-AL), Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), Aécio Neves (PSDB-MG), Aloysio Nunes (PSDB-SP), Lídice da Mata (PSB-BA), Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), Valdir Raupp (PMDB-RO), Ricardo Ferraço (PSDB-ES), Dalirio Beber (PSDB-SC), Eduardo Braga (PMDB-AM), Jorge Viana (PT-AC) e Ivo Cassol (PP-RO) também engrossam a lista.

COMPARTILHE

Helicóptero da TV Globo cai e deixa pelo menos dois mortos em Recife

Um helicóptero da TV Globo caiu na manhã desta terça-feira (23) na Praia de Pina, Zona Sul do Recife (PE). Duas pessoas que estavam na aeronave morreram; um terceiro ocupante da aeronave foi encaminhado para o Hospital da Restauração. Populares afirmam que havia um quarto tripulante. Dois deles foram identificados como Daniel Galvão, piloto do helicóptero, e Miguel Brendo, operador de transmissão. O acidente aconteceu no mar, por volta das 6h15, logo depois que o helicóptero fez as imagens da abertura do jornal Bom Dia Pernambuco. De acordo com o G1, chovia na hora do acidente. Bombeiros foram acionados para fazer o resgate da aeronave, que afundou. O Globocop pertencia à empresa Helisae e foi revisado na semana passada, segundo a publicação, tendo feito voos normais desde então. A equipe de resgate busca a possível quarta vítima.

COMPARTILHE

São Paulo tem duas mortes por reação à vacina da febre amarela

Duas pessoas morreram na capital paulista por reação à vacina da febre amarela, segundo o Estadão. Como o imunizante é produzido com o vírus vivo atenuado, há risco mínimo de uma pessoa vacinada desenvolver a doença mesmo sem ser picada pelo mosquito. Esse tipo de morte, no entanto, é raro: um caso a cada 500 mil pessoas vacinadas: considerando o volume de pessoas vacinadas na capital desde outubro – cerca de 1,8 milhão de pessoas – o índice de óbitos por reação vacinal registrado na cidade – 1 para cada 900 mil vacinados – está inferior ao previsto na literatura médica. “Mesmo que raro, existe um potencial de eventos adversos graves. Isso acontece em um caso a cada 500 mil. Se vamos aplicar dez milhões de doses, vamos esperar esses eventos adversos nessa proporção. Isso é esperado e, mundialmente, aceito. Mas o número de casos prevenidos será muito maior do que os eventos graves associados à vacinação”, diz Renato Kfouri, vice-presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm). Segundo o especialista, tem maior risco de desenvolver reação idosos com doenças crônicas, gestantes, transplantados e pacientes com o sistema imunológico enfraquecido, como os submetidos à quimioterapia.

COMPARTILHE

Temer assina projeto de lei com regras para privatização da Eletrobras

O governo vai enviar ao Congresso Nacional o projeto de Lei que propõe a privatização da Eletrobras. O texto foi assinado nesta sexta-feira (19) pelo presidente Michel Temer. A operação se dará por meio de aumento do capital social da empresa, que o governo considera “democratização do capital da Eletrobras”. Pela proposta, nenhum acionista poderá ter mais de 10% de poder do voto. O objetivo, segundo o Planalto, é evitar que outra companhia tome o controle da estatal. O projeto também prevê que a União terá ações especiais na Eletrobras após a privatização, chamadas de “golden share”, que dão a seu detentor direitos como garantia de indicação de um membro do Conselho de Administração.

ITAIPU E ELETRONUCLEAR

O projeto exclui do processo de desestatização da Eletrobras a Eletronuclear, subsidiária da estatal, e a Usina Hidrelétrica de Itaipu, controlada pelo Brasil em conjunto com o Paraguai. No caso da empresa responsável pelas usinas nucleares brasileiras, o motivo é uma questão de monopólio constitucional. No caso de Itaipu, a manutenção do controle da União atende a um Tratado Internacional firmado com o Paraguai.

TARIFAS

Segundo o governo, a privatização da Eletrobras levará à redução das tarifas pagas pelo consumidor. O Planalto também argumenta que a abertura de capital da empresa fortalecerá o setor, com a expansão de investimentos e o aprimoramento da oferta de energia. No entanto, cálculos de simulação de impactos tarifários realizados em novembro pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) apontam um aumento de 2,42% a 3,34% nos preços no pior cenário. Isso ocorreria, segundo a agência, porque os preços passariam a ser suscetíveis às variações do mercado, tal como ocorre hoje com os combustíveis, por exemplo.

JUSTIÇA

A privatização da Eletrobras, no entanto, também está na esfera judicial. A Medida Provisória (MP) 814, editada por Temer em 29 dezembro de 2017, retirava de uma das leis do setor elétrico a proibição de privatização da Eletrobras e de suas subsidiárias. Mas, no início de janeiro, o juiz Carlos Kitner, da Justiça Federal em Pernambuco, concedeu uma liminar para suspender o artigo envolvendo a Eletrobras. A União recorreu da decisão, mas teve seu recurso negado pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5) em Pernambuco. A Eletrobras é a maior holding do setor elétrico da América Latina e a 16ª maior empresa de energia do mundo, detendo 30,7% da capacidade de geração de energia do Brasil. Segundo o Ministério de Minas e Energia, o valor patrimonial da Eletrobras é de R$ 46,2 bilhões, e o total de ativos da empresa soma R$ 170,5 bilhões. Com informações da Agencia Brasil

COMPARTILHE

Sargento do Exército é preso com 19 fuzis, 41 pistolas, munição e cocaína na Via Dutra

Foto: Divulgação/PRF

A Polícia Civil e a Polícia Rodoviária Federal apreenderam 19 fuzis, 41 pistolas, carregadores, munição e pasta base de cocaína, na manhã desta quinta-feira (18/1), na Via Dutra, altura de Itatiaia, próximo à divisa dos estados do Rio e São Paulo. O material está avaliado em R$ 3 milhões. De acordo com informações da Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (DESARME), a apreensão ocorreu durante abordagem a um Logan branco que era conduzido pelo sargento do Exército Brasileiro Renato Borges Maciel, de 40 anos. Ele é lotado em Foz do Iguaçu, no Paraná.

Foto: Divulgação/PRF

Renato estava fardado e tentou escapar da abordagem dos agentes, alegando que estava de serviço e iria buscar um oficial do Exército. Ainda de acordo com a DESARME, o veículo usado para transportar o material tinha placa oficial falsa e logotipo do Exército. Foram apreendidos 17 fuzis AR-15, dois AK-47, 41 pistolas de diversos calibres, 82 carregadores de pistola, 39 carregadores de fuzil, 54 tabletes de pasta base de cocaína e munição ainda não contabilizada. Com informações do Extra

COMPARTILHE