Brasil







RJ: SISTEMA DE SAÚDE PODE ENTRAR EM COLAPSO A QUALQUER MOMENTO

93,9% dos leitos de uti do Rio já estão ocupados.

93,9% dos leitos de uti do Rio já estão ocupados.

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) e a Defensoria Pública do Estado afirmam, através de denuncia em ação civil pública, que a ocupação dos leitos de UTI da cidade já chega a 93,9% da capacidade e pedem que Estado e município desbloqueiem 155 leitos de tratamento intensivo para pacientes com covid-19. De acordo com informações da IstoÉ Os governos negam que faltem leitos.

Segundo o pedido de liminar encaminhado à Justiça do Rio, o Estado e o Município destinaram à capital fluminense 749 leitos de UTI para tratamento do coronavírus. Isso inclui os hospitais de campanha, cuja inauguração está prevista apenas para o dia 30. Desses leitos, 287 estão nos hospitais estaduais e municipais da cidade e 155 ainda não entraram em operação ou estão sendo utilizados para outros fins. Os números foram levantados com base em dados do Sistema Nacional de Regulação (SISREG), sistema online que o Ministério da Saúde põe à disposição de Estados e municípios para gerenciamento e operação das centrais de regulação.

Os leitos bloqueados estão previstos no Plano de Contingência à Covid-19 e já deveriam estar em funcionamento. O MP-RJ e a Defensoria solicitam que o desbloqueio seja feito em cinco dias. Caso a medida não seja adotada, a ação requer que sejam requisitados leitos ociosos e disponíveis na rede privada.

COMPARTILHE

200 PESSOAS MORRERAM POR CORONAVÍRUS NAS ÚLTIMAS 24H NO BRASIL; NÚMERO SOBE PARA 2.347

Em sete dias, foram 1.224 mortes por Covid-19.

Em sete dias, foram 1.224 mortes por Covid-19.

O mais recente balanço do Ministério da Saúde sobre os casos de coronavírus no Brasil apontou que em 24h o país registou 206 mortes pelo vírus. O número total de mortes subiu para 2.347, o que equivale a um aumento de 9,6%. Em sete dias, foram 1.224 mortes confirmadas pela pasta, um aumento de 108,9%.

O número de casos confirmados da doença também subiu, passando de 33.682 para 36.599 confirmações em todo o país. O estado com mais casos ainda é São Paulo, com 13.894 casos confirmados e 991 mortes por Covid-19.

Segundo o ministério, os outros quatro estados brasileiros que mais registraram mortes por Covid-19 foram: Rio de Janeiro (387), Pernambuco (205), Ceará (176) e Amazonas (161).

COMPARTILHE

RJ: ADOLESCENTE QUE MORREU POR CORONAVÍRUS FEZ TRATAMENTO COM CLOROQUINA

Kamilly Ribeiro tomou o medicamento quando estava no CTI.

Kamilly Ribeiro tomou o medicamento quando estava no CTI.

A adolescente de 17 anos que morreu em decorrência do novo coronavírus, em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, fez tratamento com hidroxicloroquina. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, Kamilly Ribeiro tomou o medicamento quando estava no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) do Hospital Moacyr do Carmo.

De acordo boletim médico, a unidade de saúde usou a cloroquina “conforme indica o protocolo do Ministério da Saúde”. A dona de casa Germaine Ribeiro confirmou o uso da cloroquina durante internação. “Ela ficava em uma cama e eu em outra.

Lembro que ela chegou a sentir falta de ar e pediu para trocar de cama comigo. Também fizemos uso de oxigênio. No dia 24, Kamilly passou mal e vomitou. Gritei e chamei os médicos, aí ela foi levada para outro leito e entubada”, relatou. Em 12 dias, a mulher perdeu a filha para a Covid-19 e o marido para um AVC.

COMPARTILHE

BOLSONARO ANUNCIA NOVO MINISTRO DA SAÚDE E VOLTA A DEFENDER FLEXIBILIZAÇÃO EM ISOLAMENTO

© Reprodução Jair Bolsonaro e o novo ministro da Saúde Nelson Teich

Ao anunciar a demissão do ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e a sua substituição pelo oncologista Nelson Teich, o presidente Jair Bolsonaro voltou a defender a flexibilização do isolamento social no país em meio à pandemia de coronavírus e ressaltou a preocupação de que a medida agrave o desemprego no país.

“O que eu conversei ao longo desse tempo com o oncologista Dr. Nelson foi fazer com que ele entendesse a situação como um todo, sem abandonar obviamente o principal interesse, a manutenção da vida, mas sem esquecer que ao lado temos outros problemas, como o desemprego, que cada vez mais vemos que são claros no nosso país. Junto com o vírus, veio uma máquina de moer empregos.

As pessoas mais humildes começaram a sentir primeiro, essas não podem ficar em casa por muito tempo. Não podemos prejudicar os mais necessitados, que não têm como ficar em casa sem buscar seu alimento e o primeiro que sofreu com isso foram os informais.

Os empregos com carteira estamos vendo também, temos conversado com a sociedade, cada vez mais estão sendo destruídos. Nós nos preocupamos para que essa volta a normalidade chegue o mais breve possível”, disse o presidente, ao lado de Teich. (Reuters)

COMPARTILHE

PELO SEGUNDO DIA, MAIS DE 200 MORTES SÃO REGISTRADAS EM 24H NO BRASIL

Foto: Ayrton FreireInter /TV Cabugi

O Brasil registrou, pelo segundo dia consecutivo, mais de 200 mortes por Covid-19 em 24 horas. Segundo o Ministério da Saúde, houve um aumento de 13% de um dia para o outro e o número total de mortes chegou a 1.736 em todo o país. As informações foram divulgadas nesta quarta-feira (15). Em sete dias, o total de mortes por decorrência do novo coronavírus subiu 84%.

O número de casos confirmados subiu 12% no Brasil, passando de 25.262 casos para 28.320 casos confirmados. O Estado de São Paulo segue com o maior número de infectados do país com 11.043 confirmações e 778 pacientes mortos.

O estado do Rio de Janeiro segue em segundo lugar no número de mortes com 265. Logo atrás vem Pernambuco (143), Ceará (116) e Amazonas (106). A Bahia confirmou mais uma morte na tarde desta quarta-feira (15) e agora tem 28 mortes por Covid-19 em todo o estado. O total de infectados é de 807.

COMPARTILHE

FILA PARA SAQUE EMERGENCIAL NA CAIXA TERMINA EM PANCADARIA ENTRE DUAS MULHERES NO PARÁ

Uma cena lamentável aconteceu na manhã desta terça-feira (14), na fila da Caixa Econômica Federal, na cidade de Castanhal, distante 70 quilômetros de Belém. Desde que o Governo Federal anunciou o repasse dos R$ 600 reais para amenizar a crise que o país atravessa por conta da pandemia do coronavírus,  trabalhadores autônomos que foram contemplados pelo benefício se amontoam na porta das agências bancárias sem se importar com a contaminação pelo Covid-19.

Sem usar máscaras ou respeitar o distanciamento sugerido pelas autoridades de saúde, os beneficiários chegam pela madrugada e formam filas enormes na esperança de sacar o dinheiro que vai suprir suas necessidades.

Devido a aglomeração, bate boca e desentendimentos acontecem entre os usuários. Foi o que aconteceu entre duas mulheres em frente a agência da cidade de Castanhal.  Em um vídeo divulgado nas redes sócias, duas mulheres partem para a agressão. Os socos e puxões de cabelo só terminaram com a interferência de um homem que também estava na fila e conseguiu separar as brigonas.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma cena lamentável aconteceu na manhã desta terça-feira (14), na fila da Caixa Econômica Federal, na cidade de Castanhal, distante 70 quilômetros de Belém. Desde que o Governo Federal anunciou o repasse dos R$ 600 reais para amenizar a crise que o país atravessa por conta da pandemia do coronavírus, trabalhadores autônomos que foram contemplados pelo benefício se amontoam na porta das agências bancárias sem se importar com a contaminação pelo Covid-19. Em um vídeo divulgado nas redes sócias, duas mulheres partem para a agressão. Os socos e puxões de cabelo só terminaram com a interferência de um homem que também estava na fila e conseguiu separar as brigonas.

Uma publicação compartilhada por UBAITABA URGENTE (@ubaitabaurgente) em

COMPARTILHE

MANDETTA JÁ CONVERSA COM ASSESSORES EM CLIMA DE DESPEDIDA, APONTA COLUNA

Ainda sob ameaça de demissão, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, aposta que sua saída da pasta não passa desta semana. Na noite de terça (14), ele avisou a membros de sua equipe que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) procura um nome para sucedê-lo.

Segundo a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, o tom de Mandetta na conversa já era de despedida. Os presentes relatam que ele se comprometeu a esperar a escolha do substituto e permanecer no posto de trabalhar até a exoneração acontecer.

Alguns membros da equipe chegaram a sugerir que ele peça demissão, pois a crise com o presidente piorou depois de sua entrevista ao Fantástico – a ala militar que antes apoiava a permanência dele considerou a entrevista uma provocação. Mas, em diversas ocasiões, o ministro repetiu que “médico não abandona paciente”.

COMPARTILHE

GOVERNADOR DO PARÁ É DIAGNOSTICADO COM CORONAVÍRUS

Foto: Walter Campanato / Agência Brasil

Foto: Walter Campanato / Agência Brasil

O governador do Pará, Helder Barbalho (DEM), informou hoje (14) que testou positivo para a Covid-19. Ele divulgou o resultado do seu exame em sua página do Twitter. O último teste feito pelo governador, divulgado no domingo (12), havia dado resultado negativo.

“Eu estou super bem, estou assintomático, não tenho qualquer sintoma, tenho trabalhado desde sexta-feira de casa”, relatou Helder Barbalho. “Quero aproveitar para pedir para você, fique em casa. Esse vírus é extremamente contagioso, ele não escolhe idade, não escolhe classe social, todo mundo está exposto”, completou.

O Pará contabiliza 323 casos confirmados de coronavírus, segundo os dados mais recentes do Ministério da Saúde.

COMPARTILHE

EM NOVO RECORDE, BRASIL REGISTRA 204 MORTES POR CORONAVÍRUS NAS ÚLTIMAS 24 HORAS

Foto: AP Photo/Edmar Barros

Foto: AP Photo/Edmar Barros

O Brasil registrou nesta terça-feira 204 novas mortes provocadas pela novo coronavírus e 1832 novos casos da doença nas últimas 24 horas, segundo informações do Ministério da Saúde. Trata-se do maior aumento de mortes pela covid-19 registrado de um dia para o outro até agora. A taxa de letalidade está em 6,1%.

Com isso, em todo o País, o número de mortes de pessoas infectadas pelo novo coronavírus chegou a 1.532, com um total de 25.263 casos. Até segunda-feira, o número total era de 1.328 vítimas fatais e 23.430 casos confirmados. O Estado de São Paulo continua sendo o mais afetado, 695 óbitos e 9.371 casos já confirmados da doença. Rio de Janeiro, Ceará e Amazonas vêm atrás na lista dos Estados com maiores números.

Conforme revelou o Estado, o número de registros de mortes por insuficiência respiratória e pneumonia no Brasil teve um salto em março, contrariando tendência de queda que vinha sendo observada nos meses de janeiro e fevereiro. Foram 2.239 mortes a mais em março de 2020 do que no mesmo período de 2019, o que levanta a suspeita de que vítimas do coronavírus podem estar entrando nas estatísticas de outros problemas respiratórios. (Informações: MSN)

COMPARTILHE

GOVERNADOR DO RIO TESTA POSITIVO PARA COVID-19

Foto: Dikran Júnior/ESTADÃO CONTEÚDO

 Foto: Dikran Júnior/ESTADÃO CONTEÚDO

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), afirmou hoje via Twitter que está com coronavírus. Ele disse que seguirá trabalhando e alertou a população para o perigo da contaminação, pedindo novamente para que todos fiquem em casa. “Quero comunicar a todos que deste sexta-feira não venho me sentindo bem. Pedi para que fosse feito o teste para covid-19 e o resultado foi positivo. Tive febre, dor de garganta, perda de olfato”, disse Witzel.

“Graças a Deus estou me sentindo bem e continuarei trabalhando, aqui do Palácio Laranjeiras, mantendo as restrições e recomendações médicas. E tenho certeza que vou superar mais essa dificuldade. Mas podem contar comigo, vou continuar trabalhando. Peço mais uma vez para que fiquem em casa, porque a doença, como todos podem estar percebendo, não escolhe ninguém e o contágio é rápido”, completou.

Defensor do isolamento social, Witzel tem cumprido uma agenda atribulada, nas últimas semanas. No Palácio Guanabara —sede do Executivo fluminense— ele realizou entrevistas coletivas na última semana, onde recebeu jornalistas de vários veículos de imprensa. (Informações: UOL)

COMPARTILHE

PREÇO DA GASOLINA CAI 50% NAS REFINARIAS APÓS O 10º CORTE DA PETROBRAS

A Petrobras irá reduzir o preço da gasolina em suas refinarias nesta quarta-feira (15). O reajuste será feito pela décima vez no ano e acompanha a queda das cotações internacionais do produto em meio às medidas de isolamento para o enfrentamento do coronavírus no mundo.

De acordo com a estatal, o preço da gasolina cairá mais 8%. Só em 2020, a queda acumulada já chegou em 50%, ou seja, o preço da gasolina nas refinarias da Petrobras passa a custar quase a metade do valor vigente no início do ano.

O repasse dos reajustes ao consumidor depende das políticas comerciais de distribuidoras e postos. Nas bombas, o produto acumula uma queda de apenas 8%.

Decisões de governadores sobre os impostos estaduais, que variam de acordo com o preço da bomba, também influenciam nessa queda. Segundo a estatal, o valor cobrado pelas refinarias representa 19% do prelo final da gasolina.

O preço do diesel também sofrerá reajuste. Segundo a Petrobras, o corte será de 6%. Essa é a nona redução de preços promovida pela Petrobras em 2020. Somando todos os ajustes o valor da venda do diesel pelas refinarias da estatal está 35% mais barato do que o final de 2019.

COMPARTILHE

PACIENTE DÁ SOCO NO ROSTO DE MÉDICO APÓS RECEBER DIAGNÓSTICO DE CORONAVÍRUS

Um paciente deu um murro no rosto de um médico na última quinta-feira (8), em Curitiba. Seguno o Uol, o profissional de saúde Igor Kazuo Onaka foi agredido após ter dito ao paciente, que tem 40 anos, que ele poderia estar com covid-19. De acordo com o hospital, o paciente se revoltou com o diagnóstico e partiu para cima da equipe médica ao ser informado que seria transferido para o Hospital Evangélico. O homem entrou na unidade com sintomas gripais considerados moderados e falta de ar.

Kazuo contou que tentou acalmar o paciente, mas acabou sendo agredido com um soco no nariz. O clínico geral não teve fratura. Ele e o restante dos profissionais envolvidos fizeram o exame para a doença. Um boletim de ocorrências foi registrado na Polícia Civil contra o paciente, que não teve a identidade revelada. Em nota, a Secretaria Municipal de Curitiba e a Fundação Estatal de Atenção à Saúde (Feas) “repudiam a agressão ao médico e se solidarizam com a vítima”.

COMPARTILHE

COVID-19 MATOU EM 43 DIAS MAIS DO QUE DENGUE E H1N1 E SARAMPO EM 2019

Ao longo de 43 dias, a Covid-19 provocou a morte de mais gente do que o H1N1, a dengue e o sarampo em todo o ano de 2019. Até a noite de quarta-feira (8), as Secretarias Estaduais de Saúde contabilizaram 800 pessoas mortas por complicações após contaminação com o novo coronavírus. Segundo reportagem do jornal O Globo, a dengue, que é endêmica no Brasil, levou 12 meses para causar 782 mortes.

Já o H1N1, que também causa um tipo de gripe, matou 796 pessoas no período, e o sarampo, 15. Os dados preocupam porque a rápida contaminação do coronavírus faz crescer a demanda no sistema de saúde. Nos últimos dias, a evolução de casos indica um crescimento de mais de mil diagnósticos positivos e mais de 100 mortes por dia, apenas com base em dados oficiais do Ministério da Saúde.

Ao mesmo tempo, os números da dengue também geram preocupação. De acordo com a matéria, o boletim epidemiológico da pasta aponta que 148 pessoas morreram em decorrência da dengue até o dia 28 de março. No período, 484.249 pessoas foram contaminadas pelo Aedes Aegypti, 15% a mais do que no mesmo período em 2019, quando 420.911 pessoas foram infectadas.

COMPARTILHE

BAHIA AUTORIZA TRATAMENTO QUE ASSOCIA HIDROXICLOROQUINA E AZITROMICINA PARA PACIENTES COM CORONAVÍRUS

O secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, anunciou hoje (8) que o Governo do Estado vai liberar, mediante prescrição médica, o uso da associação dos medicamentos hidroxicloroquina e azitromicina para pacientes internados no Sistema Único de Saúde (SUS) com diagnóstico positivo para coronavírus (Covid-19). A deliberação ocorreu durante reunião da comissão científica criada pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) para analisar as evidências científicas envolvendo a Covid-19, que aconteceu na tarde desta quarta-feira.​

De acordo com Vilas-Boas, que preside a comissão, “a recomendação é que os pacientes hospitalizados recebam os medicamentos o mais precocemente possível após a internação”,  ao apontar que temos estoque suficiente para atender até 50 mil pacientes.​ Já o infectologista e presidente do Comitê Estadual de Combate ao Coronavírus, Antônio Bandeira, destaca que “outras alternativas terapêuticas também serão disponibilizadas para emprego no tratamento de pacientes hospitalizados, tais como Ivermectina e Tocilizumabe”. ​

O pesquisador e infectologista Roberto Badaró, integrante do Comitê Científico do Consórcio Nordeste e diretor do Instituto de Ciências da Saúde do Cimatec, explica como funciona a adoção de protocolos. “Há uma evolução muito grande nos modos de tratamento, visto que é uma doença nova e estamos aprendendo como realmente é a epidemia. Os especialistas procuram organizar protocolos de tratamento para não prejudicar os pacientes com remédios experimentais, nem com tentativas desesperadoras de salvar o paciente. Mas a experiência já acumulada nos direciona pra saber quem deve tomar hidroxicloroquina, quem não deve, quem deve ficar em casa e quem deve ser hospitalizado e tratado o mais precocemente possível. E isso só consegue ser ordenado se fizermos esses protocolos. E eles são feitos por quem tem experiência e responsabilidade com a saúde pública”, detalha.​

Participam também do comitê técnico-científico, a subsecretária da Saúde, Tereza Paim, o diretor geral de Gestão das Unidades Próprias, Igor Lobão, a infectologista e diretora geral do Instituto Couto Maia, Ceuci Nunes, o pneumologista Sérgio Jezler e o superintendente de Assistência Farmacêutica, Ciência e Tecnologia em Saúde, Luiz Henrique d’Utra.

COMPARTILHE

INTERNADO POR COVID-19, MORADOR DE RUA FOGE DO HOSPITAL E PEGA MOTOTÁXI

Internado desde há pouco mais de uma semana por conta do novo coronavírus, um homem que vive em situação de rua na cidade de Parintins, interior do Amazonas, fugiu do hospital onde recebia tratamento e permanecia em isolamento. Na fuga, o homem, que não teve a identidade revelada, ainda carregou colado ao corpo os eletrodos utilizados nos procedimentos.

De acordo com o G1, ele deixou a unidade hospitalar a pé e em seguida subiu em um mototáxi. Segundo a Coordenação de Vigilância em Saúde da cidade, a fuga foi motivada por um surto de abstinência.  Parintins possui cinco casos confrimados da doença e o estado do Amazonas 630. (Informações: G1)

COMPARTILHE

SITE E APP DE INSCRIÇÃO PARA RECEBER AUXÍLIO EMERGENCIAL DE R$ 600 É LIBERADO; CONFIRA AQUI

O site e o aplicativo disponibilizados pela Caixa Econômica Federal (CEF) para inscrição no Cadastro Único (NIS) já podem ser acessados na manhã desta terça-feira (7). Para receber a renda básica emergencial, que pode ser de R$ 600 ou R$ 1,2 mil, as pessoas de baixa-renda que não estão inscritas em nenhuma base de dados do governo precisam fazer o cadastro no sistema (acesse aqui).

Os requisitos para receber o auxílio são: ter mais de 18 anos; não ter emprego formal; não receber benefícios previdenciários, assistenciais, seguro-desemprego ou ser contemplado por um programa de transferência de renda federal; ter renda mensal de até R$ 522,50 por pessoa ou de até R$ 3.135,00 de renda familiar total; não ter recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28 mil em 2018; e atuar como microempreendedor individual (MEI), ser contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social ou atuar como trabalhador informal.

Como adiantado pelo ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, o pagamento também deve começar nesta terça para informais já inscritos no CadÚnico. Na ocasião, ele disse que quem tem conta na Caixa ou no Banco do Brasil vai receber o auxílio entre hoje e amanhã. A expectativa do governo é de que essa primeira rodada de pagamentos contemple entre 10 milhões e 18 milhões de trabalhadores. Mas o calendário geral com o cronograma de pagamentos ainda não foi divulgado.

CORONAVÍRUS

A medida visa minimizar o prejuízo de informais que perderam renda em meio à crise provocada pelo novo coronavírus, uma vez que diversas atividades foram suspensas e o Ministério da Saúde recomenda que as pessoas não saiam de casa para conter a disseminação do vírus. Inicialmente, o governo federal estipulou a quantia em R$ 200, mas o Congresso aprovou o aumento para R$ 600, podendo chegar a R$ 1,2 mil se tratando de mães que são chefes de família. O benefício será pago pelo período de três meses para pessoas que atendem aos requisitos expostos acima.

COMPARTILHE

BRASIL TEM 12.056 CASOS CONFIRMADOS E 553 MORTES POR CORONAVÍRUS

A atualização nos números do coronavírus no Brasil indicam que as mortes pela Covid-19 chegaram a 553 e o número diagnósticos positivos é de 12.056 no país nesta segunda-feira (6). Os dados são computados pelo Ministério da Saúde com informações das secretarias estaduais de saúde.

A taxa de letalidade da doença no país subiu para 4,6%. No domingo (5), havia 486 mortes e 11.130 casos confirmados. Em relação ao balanço anterior, foram acrescentadas 67 mortes e 926 casos confirmados.

COMPARTILHE

BRASIL ULTRAPASSA MARCA DE 10 MIL CASOS DE CORONAVÍRUS; 431 MORRERAM

Em transmissão ao vivo, no final da tarde deste sábado (4), o Ministério da Saúde atualizou dados do cenário de pandemia do novo coronavírus no Brasil. São 10.278 pessoas infectadas e 431 mortas pela Covid-19 nas regiões Norte, Nordeste, Sufeste, Centro-Oeste e Sul. País é 16º no ranking da doença no mundo. Ocupa ainda o 14º lugar em óbitos e o 8º quanto à letalidade. Aqui, a mortalidade da doença, com os dados atualizados, passa a ser de 4,2%. São Paulo é líder absoluto em número de infectados (4.466) e número de mortos (260).

Nas últimas 24 horas foram notificados 1.222 casos – aumento de 13% em relação à sexta-feira (3). O mesmo ocorre no número de mortes: um incremento de 72 mortes, 20% em relação ao total de ontem (359). O Ministério da Saúde considera, ainda, que estados como São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará, Amazonas e Distrito Federal podem viver uma aceleração descontrolada da pandemia. (Informações: Bahia.ba)

COMPARTILHE

CORONAVÍRUS ATINGE QUASE 10 PESSOAS NO DEPARTAMENTO DE JORNALISMO DA TV GLOBO

A pandemia de coronavírus já atinge quase 10 pessoas no departamento de jornalismo da TV Globo. A emissora registrou 17 casos suspeitos apenas no setor e, deste total, oito testaram positivo.

Segundo informações da coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo, dois deles estão internados, cinco manifestaram sintomas leves e um está assintomático. Já os demais casos suspeitos testaram negativo para a Covid-19.

Esses números foram comunicados pela própria direção à equipe. O jornalismo da Globo, assim como o de outras redações no país e no mundo, tem adotado uma série de medidas para manter o trabalho, que é essencial, e proteger os funcionários. No caso da emissora, os repórteres passaram a usar máscaras nas redações e nas ruas.

COMPARTILHE

GOVERNO VAI CAPACITAR PROFISSIONAIS DA SAÚDE PARA COMBATER COVID-19

Movimentação de idosos no posto da 612 Sul para Vacinação contra Influenza

O Ministério da Saúde vai capacitar profissionais da área de saúde nos protocolos clínicos oficiais de enfrentamento à pandemia de covid-19, por meio de cursos a distância. A Portaria nº 639/2020 que institui a ação estratégica O Brasil Conta Comigo – Profissionais da Saúde foi publicada hoje (2) no Diário Oficial da União.

O cadastramento é obrigatório e pode ser feito na internet. Após o preenchimento do formulário, o profissional receberá um link de acesso aos cursos de capacitação.

A medida do governo considera a necessidade de mobilização da força de trabalho em saúde para a atuação serviços ambulatoriais e hospitalares do Sistema Único de Saúde (SUS) para responder à situação de emergência em saúde causada pelo novo coronavírus.

Os conselhos nas áreas da saúde deverão enviar ao Ministério da Saúde os dados dos seus profissionais e, por sua vez, o ministério vai identificar e informar aos conselhos os respectivos profissionais que não preencheram o cadastro ou que não concluíram os cursos.

A ação abrange as áreas de serviço social, biologia, biomedicina, educação física, enfermagem, farmácia, fisioterapia e terapia ocupacional, fonoaudiologia, medicina, medicina veterinária, nutrição, odontologia, psicologia e técnicos em radiologia.

Será criado, então, um cadastro geral de profissionais habilitados que poderá ser consultado por gestores federais, estaduais, distritais e municipais do SUS, em caso de necessidade, para orientar suas ações de enfrentamento à covid-19.

Ontem (1º), o Ministério da Saúde também publicou edital para o cadastro de alunos dos cursos de medicina, enfermagem, farmácia e fisioterapia para atuar no enfrentamento ao novo coronavírus no país. Agencia Brasil

COMPARTILHE

BRASIL: CAIXA LANÇARÁ NA TERÇA APLICATIVO PARA CADASTRO EM RENDA EMERGENCIAL

Aplicativo Caixa Econômica Federal- FGTS.

A partir da próxima terça-feira (7), dezenas de milhões de brasileiros poderão baixar um aplicativo lançado pela Caixa Econômica Federal que permitirá o cadastramento para receberem a renda básica emergencial, de R$ 600 ou de R$ 1,2 mil, no caso de mães solteiras. O banco também lançará uma página na internet e uma central de atendimento telefônico para a retirada de dúvidas e a realização do cadastro.

O próprio aplicativo avaliará se o trabalhador cumpre os cerca de dez requisitos exigidos pela lei para o recebimento da renda básica. O pagamento poderá ser feito em até 48 horas depois que a Caixa Econômica receber os dados dos beneficiários, mas o presidente do banco não se comprometeu em apresentar uma data específica. Quem não tem conta em bancos poderá retirar o benefício em casas lotéricas.

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, anunciou que o banco lançará outro aplicativo, exclusivo para o pagamento da renda básica. O benefício será depositado em contas poupança digitais, autorizadas recentemente pelo Conselho Monetário Nacional, e poderá ser transferido para qualquer conta bancária sem custos. Segundo ele, o calendário de pagamentos será anunciado na próxima semana, depois de o banco conhecer o tamanho da população apta a receber a renda básica emergencial.

Segundo Guimarães, o decreto que regulamenta a lei que instituiu o benefício será finalizado hoje, mas ele não informou se o texto será publicado ainda nesta sexta-feira (3) ou no início da próxima semana. Na segunda-feira (6), a Caixa Econômica detalhará o funcionamento dos dois aplicativos.

O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, informou que só precisarão se inscrever no aplicativo microempreendedores individuais (MEI), trabalhadores que contribuem com a Previdência Social como autônomos e trabalhadores informais que não estejam inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. Caso o trabalhador esteja inscrito no cadastro único, o aplicativo avisará no momento em que ele digitar o número do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF).

BOLSA FAMÍLIA

Os beneficiários do Programa Bolsa Família não precisarão baixar o aplicativo. Segundo Onyx, eles já estão inscritos na base de dados e poderão, entre os dias 16 e 30, escolher se receberão o Bolsa Família ou a renda básica emergencial, optando pelo valor mais vantajoso.

O ministro da Cidadania lembrou que o benefício de março do Bolsa Família terminou de ser pago no último dia 30. Para ele, o pagamento do novo benefício a essas famílias antes do dia 16 complicaria o trabalho do governo federal, que ainda está consolidando a base de dados, de separar os grupos de beneficiários.

“A lei cria uma série de regras. Temos de fazer filtragem da base de dados. O que acontece? A base já existe. O maior desafio está nas pessoas que não estão em base nenhuma, por isso criamos a solução via aplicativo, internet e central de telefones”, explicou o presidente da Caixa.

Ele lembrou que, no caso do saque imediato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), um terço dos 60 milhões de pagamentos foi feito por aplicativo. Para Guimarães, o índice deve ser semelhante com o novo benefício emergencial.

DESAFIO

Para o ministro da Economia, Paulo Guedes, que participou da apresentação, o grande desafio do governo não consiste em eventuais atrasos na aprovação de medidas, mas na própria montagem da logística. “Não são um ou dois dias de atraso ou de antecipação. Desde que começamos a formular o programa, o grande desafio é a logística de entrega. É um cronograma quase físico de capturar os cadastros. Não é a aprovação que vai mudar o cronograma físico”, destacou.

Guedes destacou que, em três semanas, o governo saiu de zero para cerca de R$ 800 bilhões em programas de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus e de manutenção dos empregos. A conta, que envolve não apenas gastos novos, mas antecipações de despesas, adiamento de tributos e remanejamentos, está, segundo o ministro, em 3,4% do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e dos serviços produzidos). “Nenhum país emergente fez uma movimentação tão rápida de liberação de recursos como o nosso. A implementação está no mesmo ritmo dos Estados Unidos, um país que tem experiências com catástrofes”, declarou.

O ministro cobrou a união de prefeitos, governadores, Executivo federal, Legislativo e Judiciário para andar com as medidas. Em relação à necessidade da aprovação da proposta de emenda à Constituição do orçamento de guerra para a liberação do benefício, o ministro disse que a ala jurídica do Ministério da Economia tinha dado aval para o início do pagamento, mas que a ala econômica da pasta tinha receio de que o descumprimento da regra de ouro, que proíbe a emissão de dívida pública para gastos correntes, prejudicasse o governo, mesmo com o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, tendo autorizado os gastos extras. Com informações da agencia Brasil

COMPARTILHE

SEGURANÇA QUE MORREU POR CORONAVÍRUS ‘SÓ SAIU PARA IR AO MERCADO’, DIZ FILHA

Foto: Luís Adorno / Uol

Foto: Luís Adorno / Uol

A filha do segurança particular Edson Oenning, 45, que morreu em decorrência da Covid-19, contou que o pai só tinha saído para ir ao mercado desde o início da quarentena. A morte dele foi registrada nesta quinta-feira (2), em um hospital particular da zona oeste da cidade, de acordo com o Uol. Ele havia sido liberado do trabalho três semanas antes, e estava junto com sua mulher e os três filhos na casa da família, localizada no Brás, região central de São Paulo.

No começo da semana passada, o segurança foi ao mercado, acompanhado da esposa, para comprar alimentos e álcool gel. Assim que voltou para a casa, os sintomas começaram. Edson sentiu falta de ar e dor no corpo, principalmente na região do peito. Na terça-feira (24), a família o levou para um pronto-socorro particular, e foi-lhe dito para voltar para casa. Na quinta-feira (26), o segurança retornou ao hospital por não conseguir respirar, e em seguida foi entubado na UTI de outra unidade.

Uma melhora foi apresentada na terça desta semana (31). No entanto, na quinta (02), o rim dele tinha parado de funcionar e havia água em seu pulmão. A morte ocorreu às 6h. Apesar de a filha, Jaqueline Gomes da Silva, de 22 anos, ter contado sobre a saída ao mercado, é difícil detectar o momento da infecção, já que os sintomas costumam demorar alguns dias para aparecer. (Informações: UOL)

COMPARTILHE

JOVEM DE 23 ANOS MORRE COM CORONAVÍRUS NO RIO GRANDE DO NORTE

Morreu ontem (31) a segunda vítima do novo coronavírus no estado do Rio Grande do Norte. O gastrólogo Matheus Aciole, de 23 anos, morava em Natal e tinha histórico de obesidade. Ele se tornou a vítima mais jovem do país a morrer pela Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus.

Segundo as secretarias de Saúde do estado e do município, o paciente deu entrada em hospital privado, no dia 24 de março, onde foi examinado e voltou para casa com a orientação de tomar as medicações prescritas. Ele manteve-se isolado por dois dias, mas não apresentou melhora. Ele voltou a procurar o serviço público de saúde na última sexta (27), onde foi atendido e realizou o teste para a doença. O resultado do exame foi liberado na noite de ontem (31), positivo para Covid-19. (Informações: Metro 1)

COMPARTILHE

COVID-19: PRIMEIRO LOTE COM 500 MIL KITS DE TESTE RÁPIDO ACABA DE CHEGAR AO BRASIL

O primeiro lote com 500 mil kits de testes rápidos para o novo coronavírus, comprados pela empresa Vale, já chegaram ao Brasil. A remessa vinda da China desembarcou no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, na tarde de ontem (30) e foi encaminhada para o centro de logística do Ministério da Saúde na capital paulista.

A Vale fechou a compra de 5 milhões de kits para a verificação de infecção por covid-19. O teste, produzido pela empresa chinesa Wondfo, tem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Ele detecta anticorpos e permite que se tenha um resultado em apenas 15 minutos.

Segundo a mineradora, a doação é uma forma de ajudar o governo brasileiro no combate à disseminação da doença no país. A Vale está usando sua rede de logística na Ásia para trazer insumos ao Brasil. As 4,5 milhões de unidades restantes serão entregues à empresa pelo fornecedor ao longo do mês de abril.

A logística de distribuição dos kits no Brasil será feita pelo governo federal e o Ministério da Infraestrutura é o responsável por garantir a oferta de linhas aéreas essenciais para o despacho do material. A pasta também deve atuar em suporte quando houver lacunas na distribuição. “O ministro Tarcísio [Freitas] está em contato com os estados através do Conselho Nacional de Secretários de Transportes (Consetrans) e conta com a possibilidade de usar aeronaves e veículos oficiais, além do apoio das Forças Armadas”, informou o ministério.

Em publicação no Twitter, o presidente Jair Bolsonaro destacou o trabalho da equipe. “Chega o primeiro lote de kits de exame rápido. Quinhentos mil itens de um total de 5 milhões doados pela Vale. A distribuição do material desta etapa está a caminho dos 26 estados de todo Brasil e DF”, escreveu. Com informações da Agencia Brasil

COMPARTILHE