TIM retoma venda de chips na Bahia a partir desta sexta

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) decidiu liberar a venda das operadoras TIM, Claro e Oi a partir de hoje. A punição começou a vigorar há 11 dias e proibiu a comercialização de novos chips por uma das três maiores empresas do setor em cada estado. A escolhida para sofrer a sanção foi a companhia com pior índice de qualidade da região – a TIM, no caso da Bahia.

Os critérios usados, segundo a Anatel, foram os números de reclamações dos usuários, o percentual de chamadas em curso que foram interrompidas e de ligações que nem chegam a ser completadas. “As empresas devem investir R$ 20 bilhões nos próximos dois anos em qualidade”, disse o presidente da Anatel, João Rezende.

Segundo ele, em torno de R$ 4 bilhões são decorrentes da cautelar emitida pela agência e que suspendeu as vendas. O valor teria vindo tanto de novos investimentos das empresas, quanto antecipação ou remanejamento de verba.
“Vamos trabalhar diariamente para acompanhar as melhorias”, disse o presidente da agência.

A aferição dos resultados, porém, será realizada a cada três meses, sendo que a primeira etapa está marcada para  dia 31 de outubro. “Temos que ter consciência de que o serviço não vai melhorar amanhã, mas num curtíssimo prazo. No call center estimamos que 30 dias e, na parte de rede de infraestrutura, de quatro a seis meses”, avaliou Rezende.

COMPARTILHE