São Paulo: 70 cidades são afetadas por seca, onde vivem 13,8 mi

BB9pVDG

A falta d’água já atinge, total ou parcialmente, 70 municípios de São Paulo, fora a capital, onde vivem 13,8 milhões de pessoas. Desses, 38 já adotaram o racionamento, 3 estão em situação de emergência e 1 em calamidade pública. Grandes cidades do interior, como Campinas, Piracicaba e Americana, sofrem com a falta de água. Só na região de Campinas são 12 cidades e 2,3 milhões com rodízio. Nesta terça-feira, 14, atendendo a pedido do prefeito Jonas Donizete (PSB), o governador Geraldo Alckmin (PSDB) autorizou o aumento na liberação de água do Cantareira de 3 m³/s para 3,5 m³/s para evitar o colapso no abastecimento da cidade.

Segundo a Sanasa, a empresa de saneamento da cidade, com as altas temperaturas o consumo passou de 2,8 m³/s para 4 m³/s. A má qualidade das águas do Rio Atibaia, onde é feita a captação, fez com que o volume de água tratada fosse reduzido, “provocando problemas pontuais de falta de água em algumas regiões”. Desde sexta, a empresa usa 20 caminhões-pipa para atender locais mais afetados.  Em Bauru, 158 bairros vão conviver com rodízio, que começou nesta quarta-feira. A comerciante Rosana Domingues está comprando água para consumo. Já a cidade de Americana adotou nesta terça-feira o rodízio entre os sistemas de captação para preservar os reservatórios, mas não admitiu o racionamento.

Em Piracicaba, desde o início do mês, pelo menos 20 bairros – mais de 100 mil pessoas – ficaram sem água. Moradores alegam que há um rodízio disfarçado. O Serviço Municipal de Água e Esgoto (Semae) afirma que o desabastecimento foi causado por avaria em uma adutora. O Rio Corumbataí, que abastece a cidade, está com nível muito baixo. Salto e Guararapes também optaram pelo racionamento nesta semana. Com racionamento desde fevereiro, Itu está sendo abastecida precariamente com a compra de três milhões de litros de água por dia em outras cidades. No domingo, 11, no quarto protesto contra a falta de água, moradores interditaram uma rodovia e incendiaram um ônibus. Informações: MSN

COMPARTILHE