Política







Filha de Fernandinho Beira-Mar é pré-candidata a vereadora do RJ

001

Um novo nome de um pai conhecido surge na política do Rio de Janeiro. A dentista Fernanda Costa, filha de um dos traficantes mais conhecido do Brasil, o Fernandinho Beira-Mar, está filiada no PP e é pré-candidata a vereadora em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. A sua pré-campanha tem ganhado os bons olhos do público da comunidade. Segundo o Extra, ela tem o apoio do deputado estadual José Camilo Zito dos Santos, que, segundo o site O Antagonista, está envolvido num esquema milionário de corrupção na saúde de Caxias quando era prefeito.

COMPARTILHE

Relação de possíveis candidatos à sucessão de Eduardo Cunha tem dois baianos

Antônio Imbassahy, líder do PSDB na Casa; José Carlos Aleluia, do DEM

Antônio Imbassahy, líder do PSDB na Casa; José Carlos Aleluia, do DEM

Na lista que corre em Brasília com o nome de 14 possíveis candidatos à sucessão de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) na presidência da Câmara dos Deputados estão dois baianos: Antônio Imbassahy, líder do PSDB na Casa, e José Carlos Aleluia, do DEM.O democrata confirmou, nesta sexta-feira, 8, que seu nome está colocado na disputa e que está buscando a unidade para construir uma candidatura independente.”Não sou um candidato alpinista, não tenho compromisso com o erro nem com o passado”, avisa Aleluia, que trabalha para formar um bloco de apoio integrado pela “antiga oposição” (DEM, PSDB, PMDB, PPS) e a “nova oposição” (PP, PDT, PSdoB, Rede, PSOL). Embora citado na lista de prováveis sucessores de Cunha, o deputado tucano Antônio Imbassahy negou nesta sexta, em entrevistas a duas rádios da Bahia, qualquer movimentação sua ou do seu partido neste sentido. “O que tem que ter, agora, na Casa, é muita responsabilidade e serenidade na escolha de um nome que tenha o passado tranquilo e absolutamente limpo, e que possa restabelecer a paz no Legislativo”, defendeu Imbassahy, que cobrou “juízo” dos pares na eleição do novo presidente da Câmara. (A Tarde).

COMPARTILHE

Brasil: Deputado Federal Eduardo Cunha poderá renunciar dia 11 de julho

Além do gesto político, a renúncia traz mais efeitos benéficos a Eduardo Cunha

Além do gesto político, a renúncia traz mais efeitos benéficos a Eduardo Cunha

Interlocutores do presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), afirmam que ele está disposto a apresentar sua renúncia ao cargo no dia 11 de julho, logo antes da votação do relatório sobre o processo de cassação do seu mandato na Comissão de Constituição de Justiça (CCJ). A renúncia seria um gesto de boa vontade para com seus pares para tentar, assim, evitar ser cassado. As contas que chegam para os líderes na Câmara são de que Cunha já teria a seu favor cerca de 28 votos de um total de 67 integrantes na CCJ. Para aprovar o recurso e devolver o processo ao Conselho de Ética – o que retardaria ainda mais sua conclusão —, é necessária apenas maioria simples, ou seja, metade mais um do total de presentes à sessão. Auxiliares na defesa de Cunha junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) têm garantido a interlocutores do peemedebista que ele pretende de fato renunciar ao cargo. Caso renuncie, os processos de que é alvo na Corte deixariam de ser julgados pelo plenário do Supremo — foro reservado aos presidentes da Câmara e do Senado – para cair nas mãos da Segunda Turma, comandada pelo ministro Gilmar Mendes, tido como um personagem com o qual Cunha mantém boa relação. Além disto, os julgamentos na Segunda Turma não são televisionados, o que diminuiria a pressão sobre os ministros para que condenem Eduardo Cunha.

COMPARTILHE

Sergio Moro lidera intenções de voto para Presidência da República em pesquisa do PT

RJ - LAVA JATO/PETROBRAS - POLÍTICA - O juiz federal Sérgio Moro, que conduz as ações da Operação Lava   Jato, durante palestra no Hotel Guanabara, no centro do Rio de   Janeiro, nesta quinta-feira.    04/12/2014 - Foto: WILTON JUNIOR/ESTADÃO CONTEÚDO

Foto: Wilton Junior/Estadão conteúdo

O juiz federal Sergio Moro lidera as intenções de voto para as eleições presidenciais de 2018. O dado foi apontado por uma pesquisa interna encomendada pelo PT , com levantamento na cidade de São Paulo, entre o fim de maio e início de junho. De acordo com a coluna Painel, Marina Silva (Rede) aparece em segundo lugar, com 12% das intenções de voto, seguida por Lula (PT), com 11%. Geraldo Alckmin (PSDB) e José Serra (PSDB) empatam com 10%. O ex-ministro Ciro Gomes tem 4% das intenções de voto e o deputado federal Jair Bolsonaro, 3%. O presidente interino Michel Temer e o presidente afastado da Câmara Eduardo Cunha (ambos do PMDB) também pontuam, mas estão tecnicamente empatados, com 2% e 1%, respectivamente.

COMPARTILHE

Bebeto Galvão confirma pré-candidatura a prefeito de Ilhéus

01

O deputado federal Bebeto, pré-candidato a prefeito de Ilhéus pelo PSB, teve no último fim de semana uma agenda para espantar qualquer rumor de esfriamento em sua intenção de disputar a sucessão municipal. O socialista participou de lançamentos de pré-candidatos a vereador, a exemplo do sindicalista Luciano Luna e do pastor Bispo Jailson; prestigiou o evento de Dmitri Andrade (PPL), que compõe com o grupo de oposição ao prefeito Jabes Ribeiro e colocou seu nome na briga pela majoritária; e participou até de confraternização junina da Associação dos Amigos da Visconde, no bairro Malhado. Bebeto afirma que segue comprometido com o grupo suprapartidário de oposição. (Pimenta).

COMPARTILHE

TCU divulga lista com nomes de 6,7 mil pessoas inelegíveis

007

O Tribunal de Contas da União (TCU) divulgou hoje (10) a lista de 6,7 mil responsáveis com contas julgadas irregulares. Com base nas informações, a Justiça Eleitoral poderá barrar a candidatura de quem estiver na lista nas eleições municipais de outubro, porque os eventuais candidatos são considerados inelegíveis. Os nomes foram entregues ontem (9) pelo presidente do TCU, Aroldo Cedraz, ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes. A relação abrange as decisões tomadas a partir de outubro de 2008 até a data da eleição. O eventual candidato só conseguirá participar do pleito se conseguir uma liminar na Justiça. De acordo com a Lei de Inelegibilidades (LC 64/1990), conhecida como Lei da Ficha Limpa, quem exerceu cargo ou função pública, teve as contas de sua gestão rejeitadas e não há mais como recorrer da decisão não pode se candidatar a cargo eletivo nas eleições que ocorrerem nos oito anos seguintes após a data da decisão final. (Veja lista)

COMPARTILHE

Pesquisa diz que Lula venceria 1º turno em todos os cenários

09.03.2016  DD dia a dia --  Lula   --  CONTRA -- Foto: Divulgaçao

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seria o candidato mais votado em todos os cenários de primeiro turno para as eleições presidenciais de 2018. É o que informa os dados da Pesquisa CNT/MDA, cujo levantamento foi feito com 2.002 pessoas em 137 municípios localizados de 25 unidades federativas e divulgado nesta quarta-feira, (8). De acordo com a Agência Brasil, em um cenário em que o principal adversário fosse o senador Aécio Neves, Lula teria 22% das intenções de votos, enquanto o tucano obteria 15,9%, seguido de Marina Silva (14,8%), Ciro Gomes (6%), Jair Bolsonaro (5,8%) e Michel Temer (5,4%). Brancos e nulos totalizariam 21,2%, e os eleitores indecisos seriam 8,9%. Em um segundo cenário, caso Lula concorresse com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, o ex-presidente teria 22,3% das intenções de votos, seguido por Marina Silva (16,6%), enquanto Alckmin ficaria em terceiro lugar com 9,6%. Em um possível segundo turno projetado pela CNT, caso o confronto fosse entre Lula e Temer, o ex-presidente teria 31,7% dos votos, enquanto o atual presidente interino ficaria em segundo lugar com 27,3%. Brancos e nulos totalizariam 33,4% dos votos e indecisos seriam 7,6%. A margem de erro da pesquisa é de 2,2 pontos percentuais com 95% de nível de confiança.

COMPARTILHE

TRE julga improcedente representação contra Roberto Britto por irregularidades de campanha

RobertoBritoDeputadoFotoBlogMarcosFrahm

A Corte do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) julgou improcedente a representação feita pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o deputado federal Roberto Britto (PP-BA). O processo 3588-80.2014 pedia a cassação de registro e do diploma do político por supostas irregularidades de campanha, como propaganda eleitoral irregular e antecipada, e envio de peças publicitárias às residências custeadas com dinheiro público. O relator, juiz corregedor Fábio Alexsandro Costa Bastos, avaliou que a distribuição dos materiais gráficos – realizada em 2014 – havia sido feita antes do período eleitoral, não representando assim violação aos dispositivos constitucionais. A decisão plenária foi unânime.(Bahia Noticias).

COMPARTILHE

Após áudio, ministro da Transparência pede demissão do cargo

1463077165354

Fabiano é o segundo ministro de Temer a pedir demissão do cargo.

O ministro da Transparência, Fiscalização e Controle, Fabiano Silveira, pediu demissão do cargo no governo Michel Temer. A decisão foi anunciada agora há pouco através de uma carta. O pedido de demissão aconteceu depois de uma conversa entre Fabiano e o presidente interino, Michel Temer (PMDB). Durante a tarde, Temer havia dito que tinha confiança no no ministro e o manteria no cargo “por enquanto”. A declaração de Temer tentava minimizar os efeitos da gravação divulgada no domingo (29), onde Silveira aparece orientando investigados pela Operação Lava-Jato enquanto era conselheiro no Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Fabiano é o segundo ministro de Temer a pedir demissão do cargo depois da divulgação de áudios da operação comandada pelo juiz federal Sérgio Moro. Silveira teve áudios de conversas com ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado divulgados no domingo, 29 pelo Fantástico, da TV Globo. Nas conversas, ocorridas há cerca de três meses, quando Silveira ainda era do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ele aconselha Machado e o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), sobre como deveriam agir em relação às investigações da Operação Lava Jato, da Polícia Federal. Nesta segunda-feira, Silveira se reuniu com o presidente em exercício no Palácio do Jaburu para se explicar. Essa é a segunda semana seguida que o governo Temer começa tendo que resolver problemas relacionados ao alto escalão. Na segunda-feira passada, após o então ministro do Planejamento, Romero Jucá, ser flagrado em áudios com Machado falando em “estancar a sangria” na Lava Jato, Temer teve a primeira baixa em sua equipe. Jucá ficou apenas 12 dias no cargo e pediu licença do Planejamento, segundo ele, para esclarecer os fatos.

COMPARTILHE

Ex-deputado cita Geddel e Wagner como beneficiários em esquemas de propina

gedel_vagner

Foto: Arquivo/ Bahia Notícias

Arrolado no processo resultante da Operação Lava Jato, o ex-deputado federal Pedro Corrêa (PP) afirmou, em delação premiada, que o ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, e o ex-governador da Bahia Jaques Wagner teriam sido beneficiários do esquema de desvio de recursos de empresas estatais. De acordo com a revista Veja, Geddel teria indicado o ex-senador Delcídio do Amaral para uma diretoria da Petrobras durante o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso com o objetivo de desviar recursos da petrolífera para o PMDB. Já Wagner teria negociado doações para a campanha de 2006 com empresas ligadas ao petróleo. Na delação de Corrêa, ainda não homologada pelo ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal, o ex-parlamentar detalha o funcionamento do esquema de desvio de recursos da Petrobras e de outras empresas estatais, que teria começado ainda no governo militar e se estendeu aos governos de Fernando Collor, Fernando Henrique, Lula e Dilma. À publicação, Geddel negou a indicação de Delcídio. “Surpreende-me que esse ladrão decrépito tenha citado meu nome nesses fatos inverídicos. Não indiquei Delcídio. É mentira”, afirmou o peemedebista baiano. Além dos políticos baianos, são citados pelo parlamentar Aécio Neves (PSDB), Aldo Rebelo (PCdoB), Alfredo Nascimento (PR), Aloizio Mercadante, Alexandre Padilha, José Dirceu, José Guimarães, filiados ao PT, Jader Barbalho, Roseana Sarney e Valdir Raupp, do PMDB, e Paulo Maluf (PP).

COMPARTILHE

Marido de atriz defensora de Dilma tinha cargo em empresa pública com salário de R$ 91 mil

07

Aderbal Freire Junior recebia R$ 91 mil.

O diretor teatral Aderbal Freire Junior, que é casado com a atriz global Marieta Severo, recebia o salário de R$91 mil da EBC – Empresa Brasil de Comunicação, ligada ao Governo Federal. O valor é cinco vezes maior que o do presidente da estatal, o que surpreendeu membros do atual Governo. O artista entrou na justiça para tentar voltar ao posto, alegando que tinha direito ao cargo por quatro anos e que a troca de presidentes não deveria interferir nas empresas públicas e nas eleições democráticas feitas dentro delas. A EBC comanda diversos veículos de comunicação, como a TV Brasil e a Agência Brasil de Notícias. Aderbal e Marieta aparecem em um vídeo recente fazendo campanha contra a extinção do Ministério da Cultura, que foi revogada pelo presidente em exercício Michel Temer.

COMPARTILHE

Dilma e Lula reúnem senadores do PT para montar estratégia de oposição a Temer

001

Um encontro de senadores petistas na noite desta terça-feira (24), no Palácio da Alvorada, define a estratégia que o PT usará na oposição ao presidente interino Michel Temer (PMDB). A ofensiva é coordenada pela presidente afastada Dilma Rousseff e o ex-presidente. Segundo o jornal O Estadão, a ideia é encontrar formas para travar o processo de impeachment. A bancada petista no Senado tentará suspender a reunião da Comissão Especial do Impeachment até que Romero Jucá seja investigado pela gravação com Sérgio Machado.

COMPARTILHE

Geddel diz que governo de Dilma deixou rombo de R$ 200 bilhões

10622887_751974661527888_4541643830984171933_n

Foto: Jackson Cristiano/Ubaitaba Urgente

O ministro Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo) informou que a herança do governo Dilma Rousseff inclui um rombo orçamentário de cerca de R$ 200 bilhões. “É um número absolutamente assustador”, disse Geddel em entrevista ao blog, na noite desta quarta-feira (18). A gestão petista estimara para 2016 um déficit de R$ 96 bilhões. “Não corresponde à realidade”, disse o ministro. “O governo atual terá muitas dificuldades e terá que pedir muitos sacrifícios para controlar e levar o país numa situação melhor até 2018”, acrescentou Geddel. Os apoiadores do governo no Congresso limpam a pauta de votações à espera do projeto de revisão da meta fiscal que o Planalto enviará na próxima semana. O prazo para votar a proposta expira no domingo (29). Segundo Geddel, o governo realiza um inventário do legado de Dilma. Afora o déficit vitaminado, ele mencionou algumas irregularidades já detectadas. Disse, por exemplo, que o PT explorava politicamente a distribuição de chaves do programa Minha Casa, Minha Vida, sob a responsabilidade do Ministério das Cidades. Mencionou também a existência de funcionários fantasmas na Secretaria de Governo, que era comandada pelo petista Ricardo Berzoini antes da sua chegada. Com informações do Portal Uol.

COMPARTILHE

Justiça condena José Dirceu a 23 anos de prisão em ação da Lava Jato

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

A Justiça Federal condenou nesta quarta-feira (18) o ex-ministro José Dirceu a 23 anos e três meses de prisão. A denúncia no âmbito da Operação Lava Jato aponta que ele cometeu os crimes de corrupção passiva, recebimento de vantagem indevida e lavagem de dinheiro. Esta é a primeira condenação de Dirceu pelo esquema de corrupção na Petrobras. Ele também já foi punido pelo Mensalão. “O mais perturbador, porém, em relação a José Dirceu de Oliveira e Silva consiste no fato de que recebeu propina inclusive enquanto estava sendo julgada pelo Plenário do Supremo Tribunal Federal a Ação Penal 470, havendo registro de recebimentos pelo menos até 13/11/2013”, diz a sentença de Sérgio Moro. A denúncia do Ministério Público foi aceita em setembro do ano passado e envolve atos ilícitos dentro da diretoria de Serviços da Petrobras. Dirceu foi preso em agosto de 2015 na 17ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Pixuleco. Outras dez pessoas foram condenadas na mesma ação penal. (Bahia Noticias).

COMPARTILHE

ACM Neto faz périplo por três ministérios em busca de recursos para Salvador

ACM_NETO

O prefeito ACM Neto (DEM) visitou três ministros nesta terça-feira (17), durante agenda em Brasília. O gestor se reuniu com o ministro Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo) para discutir projetos para a capital baiana e logo depois foi até o Ministério da Fazenda para levar ao ministro Henrique Meirelles a proposta de financiamento de US$ 105 milhões do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), por intermédio do Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur). “Fiquei muito entusiasmado com a receptividade e estou confiante que todos os projetos que nós pensamos com o financiamento serão executados”, avaliou o prefeito. Após o encontro com Meirelles, ACM Neto esteve com o ministro da Saúde, Ricardo Barros. Na pauta, a apresentação de proposta de saneamento do déficit de serviços médicos e hospitalares de média e alta complexidade, que, até o ano passado, era de R$170 milhões. O prefeito também solicitou a habilitação e qualificação de quatro UPAs: São Cristóvão (já construída), Brotas, Paripe e Pirajá, que serão inauguradas nas próximas semanas. Antes de retornar à capital baiana, Neto deve mais uma audiência. Na manhã desta quarta (18), ele vai se reunir com o ministro Bruno Araújo (Cidades). Com informações do Bahia Noticias.

COMPARTILHE

Vereadora tem fotos íntimas divulgadas no WhatsApp

001.jpg

A vereadora do Acre, Zeina Melo (PMDB-AC), de 35 anos teve fotos intimas enviadas em grupos de conversa no WhatsApp. O fato aconteceu no município de Jordão, interior do Acre, após a parlamentar ter a senha do celular roubada. De acordo com a vereadora, as fotos estavam no telefone dela e teriam vazado depois que ela deixou o aparelho na casa de amigos para carregar. A vereadora soube do fato depois que recebeu a ligação de uma amiga questionando se ela havia enviado fotos íntimas para alguém. Ela diz já ter identificado o autor do vazamento e que informou toda a situação no posto policial da cidade. “Meu celular estava há mais de 20 dias com o carregador quebrado e deixava na casa de conhecidos para carregar. Um menor me viu colocando minha senha, decorou e destravou o telefone. Ele até comentou na escola que tinha descoberto e tinha entrado. O cunhado dele [também menor] tirou uma foto da foto e espalhou nos grupos de WhatssApp. Na mesma hora eu fui na casa da pessoa, porque já sabia quem era”, relembra Zeina.

002

Segundo a vereadora, as fotos sensuais eram uma  lembrança. “Toda mulher tem seu lado sensual. Sou uma mulher e gosto de mim, são coisas minhas e da minha família. Dizia para o meu esposo que quando tivesse 80 anos eu iria olhar e mostrar para os meus netos que eles tinham uma avó bonita”, detalha a parlamentar. Os dois suspeitos já teriam sido ouvidos pelo delegado e a vereadora quer punição pelo crime. “Quero punição, isso é gravíssimo. Quero que respondam pelos seus atos. Meu esposo ficou chateado porque sempre pedia para que eu apagasse essas fotos e não vigiei. Tem a lei Carolina Dieckmann que é muito severa e inafiançável. Ele vai direto para o presídio”, conclui Zeina. Em seu facebook, a vereadora publicou seu posicionamento sobre o caso. “Eu e minha família fomos surpreendidos na manhã de sexta-feira (13) com a notícia de que uma foto minha contendo nudez estava circulando pelos grupos de whatsapp. A situação foi traumática, pois todos sabem do quanto zelo pela honra minha na qualidade de mãe, esposa e parlamentar. Contudo, ninguém está imune dos ataques de homens covardes e insanos. Sei que nem fui a primeira nem serei a última mulher vítima desse tipo de crime.  Mas jamais me curvarei para atos desse tipo. Invadiram minha privacidade, mas minha consciência e honra permanece tranquila. Ao bandido que ousou tentar manchar minha imagem, já estamos tomando as providências cabíveis por meios judiciais. Inclusive, já identificamos o criminoso. Grata a minha família por estar do meu lado neste momento triste. Aos amigos e a todos que estão sendo solidários. (G1).

COMPARTILHE

MPF pede condenação de acusados de envolvimento no caso dos ‘grampos de ACM’

Foto: Geraldo Magela / Ag. Senado

Foto: Geraldo Magela / Ag. Senado

O Ministério Público Federal na Bahia (MPF-BA) pediu na última sexta-feira (13) a condenação de Alan Souza de Farias, ex-vice diretor da Central de Telecomunicações da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP), e Valdir Gomes Barbosa, delegado da Polícia Civil e ex-assessor técnico da SSP, por realizar escutas telefônicas ilegais a mando de Antônio Carlos Magalhães, na época em que ele era senador. O caso ficou conhecido como “grampos de ACM”. Morto em 2007, ACM não pode ser responsabilizado criminalmente. De acordo com o MPF, os réus usaram o aparato tecnológico da SSP para grampear figuras políticas, como os deputados Geddel Vieira Lima, Nelson Pellegrino e Benito Gama, além do advogado Plácido de Faria e sua esposa Adriana Barreto, bem como parentes e amigos deles. O MPF pediu que os réus sejam condenados a quatro anos de prisão, além da perda do cargo ou função pública.Com informações do Bahia Noticias.

COMPARTILHE

Geddel comemora Temer presidente: ‘agora é trabalhar

002

O presidente do PMDB na Bahia, Geddel Vieira Lima, comemorou, via redes sociais, a chegada do correligionário Michel Temer à Presidência da República após o afastamento da presidente Dilma Rousseff (PT). O peemedebista postou uma foto no microblog Twitter, ao lado de Temer, no momento em que o agora presidente é notificado para assumir o governo. “Momento histórico. Michel Temer assume a Presidência da República. Agora é trabalhar, trabalhar e trabalhar”, afirmou.

COMPARTILHE

Bebeto Galvão lança pré-candidatura à prefeitura de Ilhéus neste domingo

Para-Bebeto-Galvão-os-avanços-da-CCT-2014-é-o-retrato-da1

O deputado federal Bebeto Galvão (PSB) lançará em evento neste domingo (15) sua pré-candidatura a prefeito de Ilhéus, cidade da região Litoral Sul do estado. A informação foi confirmada pelo parlamentar baiano ao Bahia Notícias. Bebeto anunciou a pré-candidatura no fim de abril deste ano, em uma reunião com a executiva municipal do partido. De acordo com informações da imprensa local, o deputado é líder nas pesquisas de intenção de voto na cidade.

COMPARTILHE

Plenário do Senado pode afastar Dilma Rousseff por 180 dias nesta quarta-feira

dilma-triste

O plenário do Senado decide nesta quarta-feira (11) o afastamento da presidente Dilma Rousseff. Os parlamentares vão votar o relatório da Comissão Especial do Impeachment sobre a admissibilidade do processo. O parecer de Antonio Anastasia (PSDB-MG) é favorável ao processo. Os senadores inscritos terão até 15 minutos para falar. Em seguida, o relator também poderá se pronunciar por 15 minutos e por último o advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, faz a defesa de Dilma pelo mesmo tempo. A sessão será dividida em três partes: de 9h às 12h, de 13h às 18h e de 19h em diante. A votação acontece em painel eletrônico. Os senadores não vão se justificar ou falar antes do voto. Para a aprovação ou reprovação do relatório, é necessária maioria simples. Se a continuidade do processo de impeachment for aprovada, a presidente Dilma Rousseff fica afastada por 180 dias e Michel Temer assume o posto. Com informações do Bahia Noticias.

COMPARTILHE

Senado decide cassar mandato de Delcídio do Amaral

Delcidio-Amaral-Lula

Delcídio do Amaral ao lado do Ex Presidente Lula.

O Senado decidiu na noite nesta terça-feira (10) cassar o mandato do senador Delcídio do Amaral (Sem partido- MT) por 74 votos a favor, zero contra e uma abstenção. Delcídio foi preso na Operação Lava Jato por, supostamente, ter tentado obstruir a Justiça. Em gravações feitas pelo filho de Nestor Cerveró, Delcídio diz que falaria com ministros do Supremo Tribunal Federal para ajudar seu pai, alvo da Operação Lava Jato. Bernardo gravou encontro com Delcídio no início de novembro. Estavam na reunião o advogado Edson Ribeiro, que defendia Nestor Cerveró, e Diogo Ferreira, então assessor do senador. Nestor Cerveró foi preso em janeiro de 2015 por envolvimento no esquema de corrupção instalado na estatal petrolífera. Durante meses a força tarefa da Lava Jato negociou delação premiada do ex-diretor da Petrobrás. Delcídio temia as revelações de Cerveró, por isso teria tentado comprar seu silêncio.

COMPARTILHE

Waldir Maranhão revoga ato em que anulou sessão do impeachment na Câmara

image160

O presidente interino da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão (PP-MA), revogou decisão tomada por ele na manhã desta segunda-feira, 9, no qual anulou a sessão em que a Casa aprovou a abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Na decisão, o parlamentar não explica os motivos que o levaram a revogar o próprio ato. A revogação, confirmada pela assessoria de imprensa da Câmara e do deputado, foi assinada na madrugada desta terça-feira, 10, e divulgada para jornalistas por mensagem de celular. Na peça, há ainda um ofício em que Maranhão comunica o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). O deputado chegou a defender ontem o seu ato. Em discurso de menos de três minutos, o presidente interino disso que sua decisão de anular a sessão teve como bases a Constituição Federal e o Regimento Interno da Câmara, “para que nós possamos corrigir em tempo vícios que certamente poderão ser insanáveis no futuro”.A anulação de Maranhão, contudo, não foi aceita pelo presidente do Senado, Renan Calheiros, que a classificou como “extemporânea”. Mesmo com a recusa, líderes partidários na Câmara articulavam votar já nesta terça-feira recurso no plenário da Casa para derrubar a decisão do presidente interino de anular a sessão, para evitar a judicialização do processo. Por conta de sua decisão pela anulação do impeachment, Maranhão também teve pedido de expulsão do PP apresentado por integrantes do partido. Até a noite dessa segunda-feira, a previsão era de que a Executiva Nacional da legenda aprovasse a suspensão temporária do deputado da sigla, enquanto o processo de expulsão definitiva estiver sendo analisado pela comissão de ética da agremiação.

COMPARTILHE

Presidente interino da Câmara anula processo de impeachment de Dilma Rousseff

Dilma-e-Valdir

O presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), anulou o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Ele considerou nula a sessão da Câmara que votou o afastamento e determinou que uma nova votação deve ser realizada na Casa. Um ofício já foi encaminhado ao presidente do Senado, Renan Calheiros, solicitando que o processo seja devolvido à Câmara. Ele seria votado no plenário do Senado nesta quarta-feira (11). Maranhão acatou parcialmente um pedido da Advocacia-Geral da União (AGU). A decisão anulou a sessão da Câmara dos dias 15, 16 e 17 de abril, quando a Casa votou a admissibilidade do processo de afastamento e determinou que uma nova sessão seja realizada “no prazo de 5 sessões contados da data em que o processo for devolvido pelo Senado à Câmara dos Deputados”. Maranhão argumenta que os partidos políticos não poderiam ter fechado questão sobre o voto dos parlamentares, pois eles “deveriam votar de acordo com as suas convicções pessoais e livremente”. Além disso, os deputados não poderiam anunciar publicamente os seus votos antes da votação e a defesa de Dilma deveria ter falado por último no momento da votação. O presidente interino ainda alega que o resultado deveria ter sido formalizado por resolução, como prevê o Regimento Interno da Câmara.

COMPARTILHE

Rui Costa nega saída do PT: ‘não tem o menor cabimento’

rui_costa_governador

O governador Rui Costa negou na manhã desta sexta-feira (6) que esteja de saída do Partido dos Trabalhadores e de malas prontas para o PSD, do senador Otto Alencar, conforme informação veiculada na imprensa baiana. Em entrevista coletiva na cidade de Jequié, o petista rechaçou a tese e enalteceu seu partido. “Eu respeito e admiro todos os apartidos da nossa base. Agora, da mesma forma que não vou deixar de frequentar uma igreja porque um membro dela cometeu um ilícito, não vou deixar de acreditar na política, único instrumento de mediação de conflito entre os seres humanos. E não vou deixar de construir o partido que ajudei a fundar e que transformou para melhor a vida do povo brasileiro”, afirmou o chefe do Executivo baiano. Com informações do Bocão News.

COMPARTILHE

Política: Imbassahy está cotado para substituir Eduardo Cunha na Câmara

001

A direção do PSDB trabalha junto a Michel Temer para viabilizar a candidatura de Antônio Imbassahy à presidência da Câmara dos Deputados. As conversas, reveladas pelo Estadão, foram antecipadas por causa da decisão do Supremo Tribunal Federal de suspender o mandato do atual presidente da Casa Eduardo Cunha (PMDB – RJ). O baiano Imbassahy lidera os tucanos na Câmara e se destacou na condução e articulação da aprovação da admissibilidade do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff em 17 de abril. É visto também como um quadro menos intransigente e, portanto, com capacidade de agregar setores do próprio PMDB de Cunha. Cunha, por outro lado, trabalha para fazer um sucessor que seja aliado a ele. Rogério Rosso (PSD-DF), presidente da comissão especial da admissibilidade, e Jovair Arantes (PTB-GO), relator do processo, são dois nomes cotados. Contudo, embora o peemedebista ainda exerça forte influência dentro do parlamento, a leitura feita pelos tucanos é que a tendência é de esvaziamento das fileiras. Imbassahy seria o segundo baiano a presidente a Casa Baixa do Congresso Nacional desde a nova república (1985). Entre 1995 e 1997 a Câmara foi liderada por Luís Eduardo Magalhães (morto em 1998). Por enquanto, o campo da articulação está em movimento. A ansiedade é grande, mas o fato é que os petistas e seus aliados estão cada vez mais afastados do Poder.

COMPARTILHE